Óleos capilares: como utilizá-los para garantir fios mais saudáveis

Entenda os benefícios que esses produtos multifuncionais trazem ao seu cabelo

Por Adrieny Magalhães Atualizado em 26 nov 2021, 18h15 - Publicado em 28 nov 2021, 10h00

Os óleos capilares são produtinhos indispensáveis na rotina de cuidados com o cabelo de quem quer garantir fios mais bonitos e saudáveis.

Além disso, ele é multifuncional e entrega inúmeros benefícios para as mechas, como proteção da haste capilar e muito brilho. Quer saber como adicioná-lo no seu dia a dia? A CH te conta tudo!

Cena do filme
Cena do filme “As Patricinhas de Beverly Hills” GIF/Reprodução

Benefícios dos óleos capilares

Conversamos com a Dra. Renata Vasconcellos, dermatologista e tricologista clínica para apontar alguns benefícios dos óleos capilares. Eles vão te conquistar, amiga!

“Os óleos formam como se fosse um filme ao redor da haste capilar, fazendo com que o fio se proteja de altas temperaturas, do vento, da oleosidade, poluição e sujeiras em geral e também da própria perda de água interna”, diz a profissional. 

Ela também explica que os óleos podem diminuir o frizz, alinhar os fios, proporcionar maciez ao cabelo e melhor a elasticidade dos fios. Ou seja, ele é um ótimo componente para ser adicionado na etapa de nutrição do seu cronograma capilar. Que tal?

GIF da princesa Valente assoprando um fio de cabelo.
Cabelo da Valente GIF/Reprodução

Quem pode utilizar?

Felizmente, a maioria das pessoas podem se beneficiar com o uso dos óleos capilares, especialmente as cacheadas e crespas que necessitam das propriedades desse produtos.

Ainda de acordo com a Dra. Renata Vasconcellos, as únicas contraindicações são para pessoas que já possuem problema com muita oleosidade no cabelo e também para aquelas que não fazem uma limpeza ideal para retirar o produto – afinal, o excesso de óleo nos fios pode causar problemas, viu?!

Os principais tipos de óleos para o tratamento capilar

“Quase todo mundo precisa de um óleo que faça a nutrição e proteção dos fios. Para essa finalidade, eu indico os óleos de argan, de coco e o de abacate“, ressalta a dermatologista. Anota essa dica! Outros, como o de melaleuca e de alecrim, podem ser utilizados para o tratamento de doenças no couro cabeludo. Legal, né?

Para ter um resultado mais efetivo nos fios, é legal que você conte com uma dermatologista ou tricologista para identificar qual óleo seria perfeito para o seu cabelo. Combinado?

Continua após a publicidade

Como utilizar os óleos capilares?

Agora que você já sabe tudo sobre óleos capilares, é fundamental saber como adicioná-los em sua rotina.

1. Antes das ferramentas de calor

No mercado, existem óleos específicos para você aplicar nos fios antes das fontes de calores – como secador, chapinha ou babyliss. Eles funcionam como protetores térmicos e fazem toda a diferença na finalização do seu cabelo!

2. Para turbinar sua máscara capilar ou condicionador

Você pode adicionar algumas gotinhas dos óleos hidratantes citados anteriormente para enriquecer suas máscaras capilares ou condicionadores.

3. Umectação uma vez por semana

A umectação pode ser feita durante a noite para nutrir profundamente os fios. Para isso, basta aplicar o óleo nas pontas do cabelo, que pode estar limpo ou sujo, e retirar no dia seguinte. Você também pode apostar nessa técnica durante o dia, deixando o produto agir por, no mínimo, 15 minutos.

Gif da Zendaya arrumando o cabelo com as duas mãos
Zendaya Gif/Reprodução

Como retirar o óleo do cabelo?

Se você resolveu investir nos óleos capilares para fazer uma umectação, a retirada dele pode ser um pouco mais complicada. Adicione um pouquinho de condicionador nas pontas do cabelo e escolha um xampu de limpeza mais profunda, assim seu cabelo fica levinho novamente. Você vai adorar o resultado!

E aí, que tal adicionar os óleos na sua rotina de cuidados com o cabelo?

Quem deu as informações: Dra. Renata Vasconcellos, dermatologista e tricologista clínica, especialista em cabelos e transplante capilar.

Continua após a publicidade

Publicidade