Como doar meu cabelo? Tudo o que você precisa saber antes do corte

O comprimento ideal das mechas, as organizações que as recebem e outras dúvidas respondidas

Por Sofia Duarte Atualizado em 8 out 2021, 15h25 - Publicado em 11 out 2021, 10h00

Está pensando em fazer uma mudança no visual e quer saber como doar o seu cabelo? Existem várias instituições que recebem as mechas, fazem perucas a partir delas e, depois, enviam-nas gratuitamente a pacientes com câncer de todo o Brasil. A iniciativa vem com a proposta de potencializar a autoestima das pessoas que acabam passando pela queda dos fios devido ao tratamento de quimioterapia.

Mas, afinal, quais são os requisitos para doar o cabelo?

A principal condição é que a mecha tenha, no mínimo, 20 cm de comprimento, medidos a partir do elástico.

Qualquer tipo de cabelo é aceito – com química ou não, de todas as cores e curvaturas. A partir de 15 cm, a ONG Cabelegria também já aceita cabelos crespos ou cacheados.

Como cortar?

Você mesma pode cortar ou, então, pedir a ajuda de um profissional. Para isso, prenda o cabelo seco com um elástico bem firme em um rabo baixo e faça o corte na linha acima do acessório. Caso prefira, também é possível dividir o cabelo e fazer o corte em várias mechas.

View this post on Instagram

A post shared by Cabelegria (@cabelegria)

Continua após a publicidade

Para quem doar e como enviar?

Coloque a(s) mecha(s) em um saco plástico e envie por correio a instituições que fazem esse trabalho, ou entregue em um dos pontos de coleta oferecidos por elas.

As ONGs Cabelegria, Rapunzel Solidária e Instituto Amor em Mechas, de São Paulo, recebem os cabelos e realizam ações incríveis pensando nos pacientes. No site de cada uma delas, você encontra o endereço para o qual pode enviar a sua mecha, assim como a resposta para outras dúvidas frequentes.

Eu, Sofia Duarte, repórter de moda e beleza da CAPRICHO, já cortei o meu cabelo algumas vezes e doei para a Cabelegria.

Sofia Duarte, repórter de moda e beleza da CAPRICHO, usando camiseta rosa e calça preta, sorrindo e segurando uma mecha de cabelo para doação. O fundo da montagem é rosa de bolinhas com estrelinhas douradas
Sofia Duarte, repórter de moda e beleza da CAPRICHO, doando mecha de cabelo Arquivo Pessoal/Reprodução

Durante este Outubro Rosa, mês de conscientização do câncer de mama, a Cabelegria está passando por várias cidades com o seu Banco de Perucas Móvel. O caminhãozinho tem um formato de camarim e é equipado como se fosse um salão de beleza, assim os pacientes podem entrar e experimentar as perucas antes de escolher uma delas. Demais, né?

Foto de várias perucas em prateleiras que ficam dentro do Banco de Perucas Móvel, da ONG Cabelegria, em fundo rosa com bolinhas e estrelas douradas
Banco de Perucas Móvel da Cabelegria Cabelegria/Divulgação

Enviei o cabelo. E agora?

Você pode rastrear a entrega dos correios, e alguns sites das ONGs possuem um campo específico para acompanhar o envio. A Cabelegria, por exemplo, ainda oferece um certificado de doação de cabelo.

Após recebidas, as mechas vão parar nas mãos das costureiras, que fazem a mágica acontecer – e, para se ter ideia, são necessários cerca de 300 gramas de cabelo (aproximadamente 5 mechas de pessoas diferentes) para fazer uma peruca. Além disso, cada uma delas tem um custo que sai por volta de R$ 100.

Em seguida, as perucas são enviadas diretamente para pacientes que as solicitam nos sites das organizações ou para hospitais que atendem pessoas em tratamento oncológico.

  • Outras formas de doar

    O seu cabelo não está tão comprido e, portanto, não consegue doá-lo? Não tem problema, há outras formas de ajudar! Você pode fazer uma doação em dinheiro para as instituições que prestam auxílio a pacientes de câncer, ou até mesmo oferecer o seu tempo e se candidatar para ser voluntária em alguma delas. Com certeza a sua ajuda será muito bem-vinda! <3

    Continua após a publicidade
    Publicidade