BTS será o primeiro grupo sul-coreano a se apresentar no palco do Grammy

Mesmo sem indicações, os meninos estarão na performance do rapper Lil Nas X – e a atitude dividiu a opinião dos fãs

Por Gustavo Balducci - Atualizado em 24 jan 2020, 17h17 - Publicado em 24 jan 2020, 17h15

A Academia finalmente revelou mais nomes que estarão no palco da 62ª edição do Grammy. Segundo comunicado, o BTS fará parte da performance especial intitulada Old Town Road All Stars, estrelada pelo rapper Lil Nas X ao lado de Billy Ray Cyrus, Diplo e outros convidados. Com isso, o grupo de K-pop será o primeiro artista sul-coreano a se apresentar no grande evento. Lembrando que RM, líder do septeto, estrelou uma das inúmeras versões do hit que apareceu em primeiro lugar no Hot 100 da Billboard e se manteve por lá durante dezenove semanas!

O perfil oficial do grupo comemorou a notícia no Twitter. “Nós voltaremos. Animados para nos apresentarmos junto de artistas incríveis no Grammy”, disseram os meninos. A Academia também comentou a publicação e escreveu: “Mal podemos esperar pela apresentação”.

Uma galeria de imagens revelando a ordem dos assentos da cerimônia também foi postada pelo perfil do Grammy no Instagram e tomou conta das redes sociais mais cedo. Nas fotos, o grupo aparece sentado ao lado da cantora Taylor Swift e atrás do casal Beyoncé e Jay-Z. Outro post que chamou muita atenção foi compartilhado por ninguém menos que Ariana Grande. A cantora, que também será uma das atrações, registrou uma foto com o grupo e comentou: “Olha quem eu encontrei no ensaio”.

Apesar da surpresa, o fandom não ficou muito contente com a decisão. O Grammy já havia sido duramente criticado pela falta de inclusão nas edições anteriores. Apesar da tentativa de inovar e incorporar outros gêneros e artistas, o evento falha há muito tempo quando o assunto é diversidade. Em 61 anos de história, apenas 10 artistas negros levaram o prêmio de Álbum do Ano, por exemplo. E mesmo após inúmeros feitos e recordes quebrados ao longo dos últimos lançamentos, nenhum ato do BTS foi nomeado à edição de 2020.

Continua após a publicidade

Não foi só o ARMY que ficou chateado com a falta de indicações ao grupo, viu? Halsey e o produtor DJ Swivel, que já trabalharam com o BTS, demonstraram-se indignados com o resultado. Até mesmo o produtor Diplo fez um desabafo nas redes sociais dizendo que o grupo merecia uma performance solo.

As acusações contra o Grammy se agravaram ainda mais nos últimos dias quando a ex-presidente do juri, Deborah Dugan – que deixou o cargo na última semana sob acusação de má conduta –, denunciou uma série de irregularidades dentro da Academia, incluindo um comitê secreto que favorece ou não inúmeros artistas ao longo dos anos. Tenso, né?

Continua após a publicidade

Contudo, os fãs continuam na torcida para que o grupo performe Black Swan, primeiro single do seu novo álbum, Map Of The Soul: 7, que será lançado no dia 21 de fevereiro. E, mesmo que não aconteça no palco do Grammy, os meninos estarão no programa The Late Late Show no dia 28 de janeiro. O apresentador James Corden já garantiu que o stage da faixa vai rolar!

O Grammy 2020 acontece neste domingo, 26 de janeiro, em Los Angeles.

Publicidade