Ex-presidente do Grammy acusa Academia de fraudar indicados na premiação

Deborah Dugan afirmou que artistas como Ariana Grande e Ed Sheeran foram prejudicados

Etá rolando a maior treta nos bastidores do Grammy, você viu? No próximo dia 26 de janeiro vai rolar mais uma edição da premiação mais importante do cenário musical norte-americano e a ex-presidente Deborah Dugan, que foi afastada do cargo em licença administrativa, aproveitou a época para denunciar a academia de fraude nas indicações… Eita!

 (Reprodução/Reprodução)

De acordo com a Pitchfork, o advogado da gata afirmou que dentro do Grammy rola muuuuita coisa errada inclusive problemas de corrupção, racismo e até abuso sexual. A ex-presidente contou que os membros do conselho indicam muitas vezes artistas com quem tem ligação ou interesse para que pudessem garantir que certos singles fossem impulsionados e melhorassem seu desempenho.

Inclusive, Deborah contou que aconteceu uma fraude nas indicações de “Canção do ano” no ano passado e que artistas que tinham sido mais votados, como por exemplo Ariana Grande e Ed Sheeran, foram simplesmente ignorados e substituídos por outros que estavam em posições muito inferiores.

A Recording Academy enviou uma nota em resposta as acusações para a revista Variety comentando sobre as investigações, mas não comentaram sobre as as acusações de fraude no processo.

“É curioso que a Sra. Dugan nunca deixou claras essas graves alegações até uma semana depois que as queixas legais foram feitas contra ela pessoalmente por uma funcionária que alegou que a Sra. Dugan havia criado um ambiente de trabalho tóxico e intolerável e engajado em conduta abusiva e de bullying. Quando a Sra. Dugan falou sobre seus incômodos ao RH, ela especificamente instruiu o RH a ‘não fazer nada’ em resposta. De qualquer forma, nós imediatamente iniciamos investigações independentes para rever tanto a potencial falha de conduta da Sra. Dugan quanto as subsequentes alegações. Ambas as investigações continuam em curso. A Sra. Dugan foi afastada administrativamente apenas depois de oferecer seu posto e demandar US$ 22 milhões da Academia, que é uma organização sem fins lucrativos. Nossa lealdade sempre será aos 25 mil membros da indústria musical. Nós sentimos muito que a maior noite da música esteja sendo roubada deles devido às ações da Sra. Dugan e estamos trabalhando para resolver esta questão o mais rápido possível”.

Qual sua opinião sobre essa polêmica? 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s