Lili Reinhart relembra momento em que “entendeu” a sua bissexualidade

A atriz também contou quantos anos tinha quando ficou a primeira vez com uma menina. Vem ver!

Por Amábile Reis Atualizado em 2 set 2020, 17h37 - Publicado em 3 set 2020, 10h00

Lili Reinhart abriu o jogo para a revista Nylon! Além de revelar para a publicação que se sente como uma prisioneira no novo esquema de gravações da quinta temporada de Riverdale, a atriz também comentou sobre a sua sexualidade e até contou quantos anos tinha quando ficou a primeira vez com uma menina. Vem ver!

De acordo com o relato de Lili, uma matéria em uma revista feminina abriu os olhos da artista durante a infância sobre a bissexualidade. A atriz disse que, ao ler o texto, soube que era bissexual e que queria se envolver com tanto com mulheres quanto com homens.

“Eu lembro que, na quinta série, enquanto eu esperava o ônibus escolar, é uma lembrança tão estranha e viva… Eu ficava parada, sozinha, pensando: ‘Será que gosto de garotas?’. Eu nem sei de onde isso veio ou porque me lembro de ler uma matéria – era de uma Cosmopolitan – que perguntava: ‘Você gostaria de ficar com aquela mulher que está te olhando ou você gostaria de ser ela?’. E eu fiquei: ‘Eu gostaria de ser ela, porque ela é sexy e sensacional, mas eu também quero estar com ela’“, relatou.

Reinhart ainda falou um pouco sobre a sua primeira relação com uma garota e deixou claro que nunca quis esconder a sua bissexualidade. Inclusive, ela afirmou mais uma vez que os seus amigos e os seus familiares sempre souberam a verdade, apesar de ter medo da reação da mídia.

“Eu não namorei garotas até eu… Bem, até agora. Eu fiquei com uma menina quando tinha 18 anos. Essa parte da minha vida nunca foi algo que quis esconder. Meus amigos e familiares sabiam. Meus colegas de elenco sabiam. Eu não queria revelar minha sexualidade e falar sobre isso porque eu sentia que a bissexualidade estava se tornando uma tendência [entre celebridades], mas eu sempre apoiei a comunidade LGBTQ desde que era uma criança, aquilo apenas parecia natural. Eu ficava: ‘Que se dane! Agora é a hora. Não é algo que eu deveria me envergonhar. Ei, você. Eu vou protestar com o movimento LGBTQ no Black Lives Matter. Você deveria se unir a mim'”, pontuou.

Bom, enquanto não temos a 5ª temporada de Riverdale para maratonar, que tal assistir a entrevista da CAPRICHO com Lili sobre corações partidos?

 

Continua após a publicidade

Publicidade