Sonda da Nasa pousa em Marte com sucesso para missão em “antigo lago”

Depois dos intermináveis "sete minutos de terror", Perseverance chega à Marte em viagem que começou em julho de 2020; veja imagens!

Por Isabella Otto Atualizado em 18 fev 2021, 17h58 - Publicado em 18 fev 2021, 17h57
colecao capricho sestini mochila bolsas
CAPRICHO/Sestini/Divulgação

Na tarde desta quinta-feira, às 17h55 (horário de Brasília), a sonda Perseverance aterrissou em Marte após realizar com sucesso os “sete minutos de terror”, momento mais crítico de toda a viagem que começou em julho de 2020. É durante esse curto espaço de tempo que a NASA perde o sinal da sonda, que inicia sua entrada e descida na atmosfera do planeta vermelho, realizando manobras bastante complicadas. Para pousar com segurança na paisagem acidentada do planeta foi utilizada a tecnologia de Navegação Relativa ao Terreno, uma das mais modernas e pela primeira vez em ação, com um sistema de piloto automático.

Sonda da Nasa pousa em Marte com sucesso para missão no planeta avermelho
Por dentro dos “sete minutos de terror” NASA/Divulgação

Agora, a Perseverance vai explorar a atmosfera e o solo de Marte, coletando inclusive amostras de rochas para análises posteriores, pelo período de um ano marciano, ou seja, 687 dias terrestres. O prazo pode variar para mais ou para menos.

  •  

    O pouso aconteceu na cratera de Jezero, que tem cerca de 45 km de diâmetro e está localizada ao norte do equador do planeta, onde cientistas acreditam que, anteriormente, existia um lago no local. A aposta é que o robô consiga coletar sedimentos de moléculas orgânicas preservadas ou outros sinais de vida microbiana.

    Sonda da Nasa pousa em Marte com sucesso para missão no planeta avermelho
    Entenda a dinâmica na cratera de Jezero NASA/Divulgação

    Mas o Perseverance não está sozinho! Ainda em operação no planeta vermelho temos o robô Curiosity, que pousou na cratera de Gale em 2012, também tentando encontrar sinais de vida passada em Marte.

    Maior missão da história

    Por estar equipada com a um helicóptero, o Ingenuity, e uma quantidade de câmeras nunca antes vista (19, no total), a missão “Mars 2020 Perseverance” é apontada como a maior e a mais promissora já realizada!

    Sonda da Nasa pousa em Marte com sucesso para missão no planeta avermelho
    Perseverance: simpático, poderoso e promissor NASA/Divulgação

    O robô Perseverance também tem dois microfones, que vão permitir que, pela primeira vez, sons de Marte sejam capturados. Outros instrumentos modernos também foram implantados no explorador, como um experimento para produzir oxigênio a partir de CO2 e um espectrômetro de raios-X para identificar elementos químicos em Marte. As rodas do Perseverance são ainda mais resistentes que a do Curiosity, já que as do robô anterior foram danificadas pelo solo rochoso do planeta. O sistema também precisa ser mais robusto no geral, já que, na cratera de Jezero, a temperatura à noite pode chegar a -90 °C.

    Veja mais imagens e fatos sobre a missão:

     

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade