Era de Aquário: quando começa, o que significa e o que esperar dela

A tão aguardada Era de Aquário promete um mundo mais livre e menos conservador, e tem gente que acredita que ela já começou. Será?

Por Personare Atualizado em 5 jun 2021, 11h48 - Publicado em 4 jun 2021, 10h05
Ao centro, modelo usa cropped azul de manga comprida. Ela está com uma das mãos na cintura, sorrindo. De um lado, a frase
Marisa/Divulgação

Dá para perceber que está rolando no mundo um momento de importantes mudanças sociais e culturais, né? E sempre há algum trânsito astrológico afetando esses acontecimentos. Atualmente, por exemplo, estamos vendo mais à tona, principalmente por causa da internet, lutas por empoderamento feminino e por igualdade racial. A galera também está discutindo identidade de gênero, orientação sexual… É uma quebra de estruturas bem intensa, mesmo que o conservadorismo continue pulsante. Não dá para negar que as pessoas, de um modo geral, estão mais livres.

Ilustração do Signo de Aquário; uma mulher despeja um jarro de água
CSA-Archive/Getty Images

Mas e a astrologia*, o que tem a ver? Durante os últimos seis mil anos, o povo viveu a era do patriarcado. E aí rolou muita coisa, né? Uma delas foi o controle sob o corpo da mulher e sua sexualidade. Opressão que fala. Esse cenário de “foco” no homem vigorou por muuuuito tempo, mas não mais. Para além do patriarcado ou matriarcado, homem ou mulher, energia masculina ou feminina, temos uma discussão sobre escolhas e espaço para todos – um “todos” que não necessariamente se sente representados por esses dois termos. Esse rolê de libertação e rompimento de estruturas remete à simbologia do Signo de Aquário. Só que tour é essa que não tem nenhum trânsito relevante rolando nesse signo no momento?!

Bora pensar nos ciclos de Eras Astrológicas. Eles descrevem o movimento retrógrado do eixo terrestre, que leva aproximadamente 25.900 anos para completar uma rotação. Como o eixo da Terra está ligeiramente inclinado, ele aponta para uma constelação diferente a cada ciclo, o que determina o ciclo astrológico que estamos vivendo. Essa era então “colore” nossa experiência na Terra através de várias gerações. Ela funciona como um plano de fundo para o que quer que esteja rolando.

  •  

    O patriarcado, por exemplo, veio no começo da Era de Touro. Depois tivemos a Era de Áries [lembre que o movimento do eixo terrestre é retrógrado, ou seja, acontece para trás através dos signos do zodíaco], que priorizou a ação direta e o movimento assertivo baseados nos valores coletivos desenvolvidos durante a Era de Touro. Na sequência, a Era de Peixes, a atual, que já dura, pelo menos, 2 mil anos. Durante esta época, descobrimos novas formas de nos reunirmos coletivamente e tentamos nos fundir com aqueles conceitos que entendíamos como verdade absoluta. Mas, e agora? Bom, acredita-se que a gente esteja às portas da Era de Aquário. Será?

    QUANDO COMEÇA A ERA DE AQUÁRIO?

    A verdade é que ninguém sabe ao certo. Tem gente que acha que essa tour já está rolando [ela teria começado em março deste ano], tem gente que acha que só chega em uns 50 anos. Por que tantas duvidas? É que se trata de uma transição entre Grandes Eras. Além de demorar tempo pra caramba (estamos falando de, aproximadamente, 2 mil anos), tem astrólogo que acredita que geral ainda está sob a Era de Peixes, levando em conta o contexto atual. Eles alegam que o mundo ainda está vivendo sob superstições religiosas, sistemas de crença obsoletos e sob o desejo de encontrar um “salvador” que solucione todos os problemas. Esta é uma mentalidade bastante pisciana, não aquariana.

    Continua após a publicidade

    Por outro lado, a luta contra preconceitos e a favor da diversidade, representatividade e liberdade é MUITO a cara do Signo de Aquário. Isso significa que o antigo ainda está aí, mas as manifestações do novo já são sentidas.

    Complicado? Talvez, principalmente levando em conta que não há uma resposta certeira sobre quando iremos entrar na tão aguardada Age of Aquarius, mas o que importa é estar atento às pequenas grandes transformações que os trânsitos astrológicos indicam, pois elas vão compondo uma nova experiência coletiva para o mundo ser um lugar melhor!

     

    *Quem escreveu o texto foi Marcia Fervienza (info@marciafervienza.com), astróloga há mais de 15 anos e psicóloga, atua como colaboradora em Astrologia para diversas revistas e possui trabalhos publicados em vários países. Oferece atendimentos astrológicos presenciais e virtuais.

    Continua após a publicidade
    Publicidade