Você sabe dizer se estas modelos da campanha da Balmain são reais ou não?

Elas são feitas com programas digitais e de animação, mas já estão fazendo o maior sucesso no Instagram

Por Isabella Massoud 3 set 2018, 18h19

Muitas modelos já estão ficando famosas através do Instagram, por exemplo a Kendall Jenner, Hailey Baldwin, Kaia Gerber… E algumas delas até são descobertas na rede social. A grife Balmain escolheu todo o seu novo casting na internet, mas elas só fotografam para as campanhas digitais, nada de passarelas. Esta história até poderia ser comum se não fosse um detalhe: todas as modelos são 100% digitais! É isso mesmo, nada de humanos, elas foram criadas em programas de computador!

modelos virtuais
Margot, Shudu e Zhi são os novos rostos da campanha da Balmain. Reprodução/Reprodução

A grife, que é conhecida por colocar muitas modelos poderosas na passarela, está chamando essa turma de “virtual army” (algo como exército virtual). E até agora, são três meninas: Margot, Shudu e Zhi. “Qualquer um está sempre bem-vindo ao exército da Balmain – elas só precisam compartilhar nosso espírito de aventura como nossos novos ícones virtuais“, essa é a frase de apresentação das meninas no próprio site da grife. Nos comentários, o que choca as pessoas é a semelhança com a vida real – cada traço no rosto, fios de cabelo em movimento e profundidade no corpo.

Continua após a publicidade
  • Elas foram criadas pelo fotógrafo Cameron-James Wilson, e a primeira a “nascer” acidentalmente foi Shudu, em 2017. Os looks foram feitos por uma agência digital, com animações em 3D. Podemos dizer que a Shudu já é um sucesso! Ela tem mais de 140 mil seguidores no Instagram e já fez fotos e editorias para algumas revistas de moda, como Cosmopolitan americana e Vogue Australia

    View this post on Instagram

    🌸 . . #digitalart #3d #clo3D #daz3d #thediigitals

    A post shared by Shudu (@shudu.gram) on

    Continua após a publicidade

    No ano passado, o diretor criativo da grife, Olivier Rousteing disse, em um vídeo para o New York Times, que já estavam pensando no futuro: “Nós precisamos mudar. Precisamos quebrar limites. Precisamos falar com a nova geração .Precisamos fazer moda relevante.” Será que já era um spoiler do que estava por vir? 

    Continua após a publicidade
    Publicidade