Tiago Abravanel dá aula sobre gordofobia social no BBB22; assista!

"Generalizar o sobrepeso como fator de risco é gordofobia", explicou o brother

Por Isabella Otto Atualizado em 20 jan 2022, 15h23 - Publicado em 20 jan 2022, 15h22

Em conversa com Lucas Bissoli, estudante de medicina, o ator Tiago Abravanel escancarou alguns exemplos de gordofobia social que as pessoas gordas precisam encarar diariamente. O neto do Silvio Santos disse que entende que pessoas muito magras também “são zoadas” pela sociedade, mas que é diferente quando o assunto são pessoas gordas, pois estas são impossibilitadas de fazer muitas coisas por causa do sobrepeso. “A gordofobia vai além do estético. Eu não passo em catracas, o cinto da poltrona do avião não cabe em mim. As pessoas gordas são excluídas da sociedade”, disse no BBB22.

Montagem com fotos do Tiago Abravanel, do BBB22. Ele usa uma camisa rosa, óculos de grau, é careta, tem barba e olha sorrindo pra câmera
Caio Versolato/Instagram/Reprodução

O brother continuou dizendo que é muito estranho chegou a uma loja e ter que fazer compras em um setor separado, referindo-se à parte plus size. Ele também aproveitou para deixar claro que não está incentivando a obesidade, pois saúde vai além de forma física. “Tem vários caras que são ‘saradinhos’ e a saúde está uma merda”, opinou.

 

Continua após a publicidade

Pedro Scooby concordou e lembrou que muita gente que tem o que a sociedade entende como “o corpo perfeito” toma bomba e fica com o fígado ferrado.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Tiago Abravanel 🧸 (@tiagoabravanel)

Lucas concordou que a questão do sobrepeso não significa que a pessoa não seja saudável, mas seguiu criticando a obesidade: “É um dos três fatores de risco para várias doenças: obesidade, tabagismo e alcoolismo. Por isso tem que controlar o peso”, disse.

Tiago retrucou: “Mas eu, com 120 quilos, tenho meus exames todos em dia, sem colesterol alto nem nada. Cada caso é um caso, o médico precisa estudar individualmente”, opinou. O ator ainda deu uma resposta certeira àqueles que acreditam que toda a pessoa gorda tem problemas de saúde ou é doente: “Generalizar o sobrepeso como fator de risco é gordofobia”.

Continua após a publicidade

Publicidade