Pocah relembra relacionamento abusivo que viveu: “Achei que fosse morrer”

Cantora deu um relato forte ao podcast da Evelyn Regly e disse que, na época, não recebeu a assistência necessária para denunciar o até então namorado

Por Bruna Nunes 18 fev 2022, 16h01

Em entrevista ao VacaCast, da Evelyn Regly, a cantora Pocah relembrou um relacionamento abusivo que viveu no passado, dos 16 aos 21 anos. Ela disse que o namoro envolveu agressões físicas, traições e roubos, mas que, na época, não recebeu a assistência necessária para entender como denunciar o parceiro.

Pocah tem cabelos preos e médios, está vestida com uma calça vermelha, camiseta branca e está sentada em uma poltrona rosa. A sala tem paredes cinzas. A foto está centralizada e uma montagem com fundo rosa.
Pocah participou do podcast da influencer Evelyn Regly @evelynregly/Instagram

Pocah disse que acabou se sujeitando a muitas coisas ruins porque se sentia de alguma forma culpada pelo que passava. “Foi o primeiro homem da minha vida. Hoje vejo tudo isso como experiência e, apesar do trauma, aprendi a ter maturidade. Foi um ensinamento, me libertei. Hoje me relaciono da forma que eu mereço e tenho certeza que sou muito amada”, garantiu.

 

A funkeira falou que, na época, o homem jogava a culpa nela das traições e a manipulava constantemente. “Uma transferência de responsabilidade que não era minha. Eu acreditava que as coisas poderiam mudar, eu não tinha maturidade(…) Me questionei por muito tempo o porquê de ter deixado tudo isso acontecer(…) Apanhei de uma tal forma que eu achei que fosse morrer(…) Quem bate esquece, quem apanha não. Hoje é uma cicatriz”, lamentou.

Em uma das vezes, Pocah chegou a prestar queixa na polícia e escutou das autoridades que “era apenas uma briga de homem e mulher”. Nenhuma atitude legal foi tomada. Clicando aqui, você encontra o passo a passo de como denunciar um caso de abuso sexual, estupro e/ou agressão.

Continua após a publicidade

Publicidade