Paris Hilton apoia movimento feminista e é criticada na internet

Socialite é chamada de hipócrita por defender movimento apenas alguns meses após ficar ao lado de Trump, acusado de assédio por várias mulheres.

Por Isabella Otto Atualizado em 9 jan 2018, 18h47 - Publicado em 9 jan 2018, 18h24

Em agosto de 2017, a socialite Paris Hilton defendeu Donald Trump após o presidente ser acusado de assédio por algumas mulheres. Na época, a americana deu a seguinte declaração à revista Marie Claire: “Eu acho que elas só estão tentando ganhar atenção e fama“. Pouco tempo antes, Paris tinha assumido que Trump seria um bom representante no Governo, um político (e homem) conhecido por suas opiniões racistas, preconceituosas, homofóbicas e machistas. Suspeito e questionável, mas legítimo, já que a democracia prega a liberdade de escolha.

Paris Hilton antes de ir ao Globo de Ouro 2018. Reprodução/Reprodução

O tempo passou, mas as pessoas não se esqueceram dessas declarações. No último dia 7, Paris Hilton compareceu à festa do Globo de Ouro 2018, em Los Angeles, e, assim como várias famosas, vestiu preto em protesto contra os inúmeros casos de assédios que foram denunciados em Hollywood no último ano. No Twitter, a socialite ainda usou a hashtag do movimento, intitulado #TimesUp.

Continua após a publicidade

Apesar de algumas pessoas terem encorajado a loira e até mesmo elogiado sua possível mudança de posicionamento, outras criticaram o fato de ela ter defendido e apoiado um machista em um momento e se empoderado do discurso de um grupo feminista em outro. “Ela é o exemplo perfeito de alguém que é informado pela mídia e se torna um camaleão, usando as notícias a seu favor”, escreveu um internauta, insinuando que Hilton teria se vestido de preto apenas para ~entrar na onda~ e se promover.

“Querida, você não pode votar no Trump e fazer isso” e “você votou no Trump, sabe? Ele foi acusado de assédio sexual por diversas mulheres” opinaram outras internautas. Hipocrisia foi a palavra mais usada para definir a atitude da americana. Muitas garotas falaram que Paris deveria, pelo menos, reconhecer seus erros passados para sua atitude em prol do Time’s Up se tornar legítima.

  • No Instagram, Paris tem compartilhado há algum tempo publicações girl power, o que irritou ainda mais algumas garotas. Estaria ela usando o feminismo para ter audiência? Ou será que ela realmente acordou e percebeu que era hora de deixar a mulher machista para trás? Isso é possível e legítimo, não?

     

    Promoção CAPRICHO Volta às Aulas 2018
    Divulgação/CAPRICHO

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade