O que é a menarca e por que ela é tão simbólica?

Esse 'acontecimento' vem carregado de simbologias que precisam ser mais discutidas.

Por Isabella Otto - Atualizado em 23 jul 2018, 18h34 - Publicado em 21 jul 2018, 21h02

Você já deve ter visto essa palavra em algum livro de biologia ou, eventualmente, até escutado algum médico falar sobre o assunto. A menarca nada mais é do que a primeira menstruação. Os médicos costumam dizer que, geralmente, ela acontece entre os 10 e os 14 anos de idade. Mas não é apenas fisiologicamente que a menarca é importante. Ela também é bastante simbólica na vida de toda menina.

iStock/Anatoliy Sizov/Reprodução

Biologicamente falando, a menarca sinaliza que a garota já está pronta para ter filhos. Ou seja, ela chegou ao período fértil da vida, que atinge o seu auge por volta dos 20 anos e entra em decadência a partir dos 30. É claro que esse é um panorama geral e o cenário varia de mulher para mulher – ainda mais com a medicina avançadíssima dos dias atuais! Além disso, é perto da primeira menstruação que a menina começa a notar algumas mudanças marcantes no corpo, como o aumento das mamas e dos pelos pubianos e das axilas. Essas mudanças geralmente começam cerca de 25 meses antes da menstruação e podem se tornar mais intensas com a proximidade da sua chegada.

Agora, no âmbito psicológico, a primeira menstruação vem carregada de simbolismos. É por isso que suas avós e sua mãe podem ter aquela reação exagerada de felicidade e sair até telefonando para os parentes para avisar que “a-con-te-ceu”. A simbologia é antiga e difere de crença para crença. “Nas religiões monoteístas, ou nas quais predominam deuses masculinos, a menstruação é predominantemente associada ao pecado e à destruição. Nas regiões politeístas, de divindades femininas ou ligadas à natureza, especialmente, a terra, o sangue menstrual da grande mãe permanece na terra e é visto como algo poderoso, ligado à fertilidade, capaz de criar e dar vida”, conta José Roberto da Silva Brêtas, Aline Cássia Tadini, Maria José Dias de Freitas e Maila Beatriz Goellner no artigo científico Significado da Menarca Segundo Adolescente. É claro que esse é só um exemplo, mas dá para você ter uma ideia de toda a carga simbólica da primeira menstruação.

Além disso, a menarca traz uma série de novas responsabilidades à vida da menina: ir ao ginecologista, usar absorvente, ter a consciência de que seu corpo está preparada para ser mãe… Já foi comprovado cientificamente que o ambiente em que a menina vive impacta diretamente na menstruação e no início da vida menstrual. O mundo globalizado é usado como um dos fatores para explicar o fato de garotas estarem menstruando cada vez mais cedo – existem relatos de meninas que tiveram a menarca por volta dos 9 anos de idade. Nessa fase da infância, essas novas responsabilidades podem se tornam ainda mais pesadas e difíceis de lidar.

iStock/ljubaphoto/Reprodução

“O acontecimento da menarca, como um ritual de passagem, é vivenciado pela adolescente durante o período de seu desenvolvimento, considerado de extrema relevância, que deve ser minuciosamente vivido pelas adolescentes. Por meio da menarca, a menina descobre seu papel social, adquirindo subsídios como valores, atitudes, crenças, princípios e vontades que serão organizados e assumidos por ela, servindo de base para a consolidação de seu processo natural de desenvolvimento psíquico”, diz artigo Significado da Menarca Segundo Adolescentes.

Talvez esse seja o grande “x” da questão: discutirmos mais sobre a menarca para que a menina entenda seu valor simbólico, aos poucos e com leveza. Porque ele, muitas vezes, é mais complicado de lidar do que o fato de que, agora, ela vai sangrar todo mês e, eventualmente, sentir cólicas.

Continua após a publicidade
Publicidade