Justiça rejeita queixa de difamação de Nego do Borel contra Duda Reis

Cantor havia acusado a ex de ter usado as redes sociais para difamar sua imagem

Por Isabella Otto Atualizado em 24 ago 2021, 12h35 - Publicado em 24 ago 2021, 12h33
de um lado, o hidratante, o perfume e a máscara facial hello stars, dispostos lado a lado. De outro, as frases: Cada estrela é única, como você. Conheça a nova linha Hello Stars. Todos os elementos estão em um fundo azul escuro com estrelas que brilham
CAPRICHO/Divulgação

Depois de publicar no Instagram que “a verdade tá vindo”, Nego do Borel teve suas queixas de calúnia, injúria e difamação contra Duda Reis negadas pela Justiça. O cantor, acusado de violência doméstica pela ex, disse que a atriz havia usado as redes sociais para caluniar sua imagem [quando ela publicou Stories falando dos abusos físicos e psicológicos sofridos durante a relação].

À esquerda, uma foto do Nego do Borel na praia, todo tatuado, olhando para o lado com cara de bravo. À direita, uma foto da Duda Reis em casa, produzida para um editorial de fotos, com cara de plena.
Instagram/Reprodução

“Considerando que os fatos ocorreram no dia 12/01/2021 e que o querelante deles tomou conhecimento no mesmo dia, como se extrai da declaração dele próprio em sede policial, quando noticiou o suposto crime, tem-se que o prazo decadencial se iniciou nessa data, e se encerrou em 11/07/2021, conforme dispõe o artigo 10 do Código Penal (…) Razão pela qual há de ser extinta a punibilidade da querelada”, diz documento enviado à 38ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, acessado com exclusividade pelo hugogloss.com.

  •  

    Na sequência à sentença, Izabella Borges, advogada de Duda Reis, disse que a resposta do Estado é uma vitória a todas as mulheres, que têm “o direito de falar sobre as violências” vividas e que “a Justiça deve proteger essa liberdade, rejeitando qualquer instrumento processual que busque silenciá-la”.

    A atriz também celebrou a vitória na Justiça, dizendo que ela é em nome de todas as mulheres que sofrem e sofreram violência doméstica. Leno Maycon Viana Gomes, o Nego do Borel, não se pronunciou sobre o assunto.

    Continua após a publicidade
    Publicidade