Diário de Intercâmbio: dá para viajar nos intervalos dos estudos?

Cah Doria, nossa correspondente na Espanha, mostra como é fácil e barato viajar durante um intercâmbio na Europa.

Por Da Redação Atualizado em 19 abr 2018, 19h04 - Publicado em 19 abr 2018, 15h01

O que eu mais amo em morar na Europa é a facilidade de viajar. Eu moro na Espanha e, acredite se quiser, consigo encontrar passagens de até € 30 para a Itália! Isso, convertido para reais, dá mais ou menos R$ 90. Baratinho, né?

Quando você faz intercâmbio ou mora na Europa, viajar para a Grécia, a Inglaterra, Portugal e outros países é possível e acessível. Tudo o que você precisa fazer é se organizar direitinho. Depois disso, qualquer viagem dentro da Europa, gastando pouco, é possível!

As passagens aqui são baratas e, se você for com amigos, o preço da moradia fica bastante em conta também, porque todo mundo divide o valor final. No ano passado, fui com meus melhores amigos para Toulouse, na França. Passamos um fim de semana delicioso na cidadezinha. E, sim, é isso mesmo: eu fui passar um fim de semana na França! Casual, né? (risos)

https://www.instagram.com/p/BasFjoLHSrt/?taken-by=cahdoria

  • Juro que não estou falando essas coisas para me achar ou coisa do tipo. Apenas quero te mostrar, intercambista, que
    ter aventuras do tipo são possíveis e você não precisa ser milionária nem gastar toda a sua mesada com elas. Nessa viagem para a França, a passagem de avião custou € 20 (cerca de R$ 70 reais) e a acomodação ficou em torno de € 15 euros (cerca de R$ 50). Óbvio que lá a gente também gastou com comida e etc, mas nada exagerado. Também não estou dizendo que é fácil gastar R$ 120, mas, em comparação às passagens aéreas saindo do Brasil, esse preço é bem mais acessível.

    View this post on Instagram

    pocotó pocotó pocotó

    A post shared by Catha (@cahdoria) on

    Continua após a publicidade

    É simples entender o porquê de ser superfácil e prático viajar para vários países morando na Europa. É só pensar que o Brasil é um gi-gan-te! Se a gente não contar a Rússia, todos os países europeus (sim, eu disse todos) cabem dentro do Brasil e ainda sobra espaço. Que loucura, não? Para ir além, a Espanha é mais ou menos do tamanho de Minas Gerais. Outro exemplo? O Reino Unido cabe dentro de São Paulo.

    View this post on Instagram

    the carousel never stops turning

    A post shared by Catha (@cahdoria) on

    Aqui, já que tudo é perto, viajar acaba sendo muito mais barato porque as passagens são em conta e também não existe a necessidade de se organizar para perder uma semana inteira, porque passar um fim de semana em outro país é bem cogitável. Tem gente que prefere ir para a praia. Outros, investem nas montanhas de neve. No Brasil, ao ver fotos ou vídeos desses rolês, dá a impressão que eles são pura ostentação. Mas nem, viu? Ah! Também vale ressaltar que já sou maior de idade e estou fazendo intercâmbio em uma universidade. Então, acabo tento mais liberdade e autonomia. Dependendo do seu intercâmbio e da sua idade, talvez você tenha que negociar essas escapulidas com os pais, a agência, a escola, a host family… Mas não é impossível!

    Vai com tudo amiga!

    Beijos diretamente de Segóvia,
    @cahdoria

    Continua após a publicidade
    Publicidade