2021 é o ano do Boi de Metal: o que isso significa?

Nem só de Astrologia Ocidental se vive, né? A Astrologia Chinesa também aponta uma série de desafios e oportunidades que 2021 vai trazer. Veja as previsões

Por Equipe Personare Atualizado em 12 fev 2021, 09h44 - Publicado em 3 fev 2021, 10h47
colecao capricho sestini mochila bolsas
CAPRICHO/Sestini/Reprodução

Ficou curiosa? O ano novo chinês começa em 3 de fevereiro de 2021 e será o Ano do Boi. Vem com ele o elemento Metal, confiante e estável, e direcionado a movimentos internos e de manutenção.

2021 é o ano do Boi de Metal: o que isso significa?
Juliana Dias/CAPRICHO

As energias vinculadas ao Boi são relacionadas a superação, trabalho e certo esforço no empenho das realizações do cotidiano, onde a dedicação é uma virtude que desempenhará papel fundamental para que os frutos sejam colhidos.

Assim como o signo solar que você está habituada, o Horóscopo Chinês também tem seus signos, representados por 12 animais de acordo com a data do nascimento e divididos em ciclos de 12 anos. Veja aqui qual é o seu signo no Horóscopo Chinês.

Sabendo se o seu é o rato, o boi, o tigre, a lebre, o dragão, a serpente, o cavalo, o carneiro, o macaco, o galo, o cachorro ou o porco, vem ver quais são as tendências de energia do ano de 2021 para você.

Previsões para os signos no Ano Novo Chinês 2021

Coelho e Tigre

Os signos de Coelho e Tigre trazem o Elemento Madeira na sua relação de linguagem com o mundo.

Em 2021 – para melhor condução energética pessoal -, ações que se realizam de forma mais lenta e constante são mais adequadas do que ações que pretendam ser resolvidas de uma única vez.

Cuide para que os estímulos criativos possam ser mantidos sem que haja danos às suas ações do cotidiano. A saúde poderá pedir mais atenção nesse ano.

Rato e Javali

A previsão energética para os signos de Rato e Javali parte do Elemento fixo Água. A tendência é que esses signos possam sentir naturalmente os processos de produção de energia nas suas ações que servirão para contemplar os acontecimentos do cotidiano nesse ano.

Continua após a publicidade

Em 2021, é importante ter atenção para não se deixar acomodar pelos acontecimentos externos, pois como há está favorável para a constituição de energia desses dois signos, poderá ocorrer certa desaceleração momentânea, que poderá atingir o empenho nas atitudes e ações que já estavam programadas.

Serpente e Cavalo

Para os signos que trazem o Fogo como Elemento fixo, como prevalece nos signos de Serpente e Cavalo, será preciso moderar os impulsos e apetites de modo a agir de forma mais racional e direcionada.

Em 2021, é importante ter atenção para não haver desgaste de energia sem necessidade, pois fatores externos poderão distraí-lo. Intuições ou insights, assim como novos olhares podem surgir se mantiver sua energia bem administrada.

A dica é para que sensibilize e apure sua percepção de modo que reconheça como realizar da melhor maneira suas ações.

Cabra, Cachorro, Boi e Dragão

A análise da relação do Elemento fixo Terra com os signos de Cabra, Cachorro, Boi e Dragão indica que, em 2021, os nativos desses signos poderão sentir mais indisposição ou cansaço.

Em alguns momentos, podem ter perda de energia por fatores que lhes são intrínsecos e que devem ser realizados com justa medida, sem exageros nem abstenção.

É possível que mais ocorrências de novos acontecimentos sejam geradas. A atenção nessa característica é imprescindível para que novos projetos tenham um início virtuoso e próspero.

Galo e Macaco

Para nativos dos signos de Galo e Macaco, onde encontramos o Elemento Metal fixo, a dinâmica de energia será intensificada e de certo modo fortalecida.

Contudo, isso ocorrerá tanto para as características favoráveis da energia do Metal, como disciplina e foco de ação, quanto as desafiadoras, como a rigidez e o controle.

Em 2021, esses signos podem sentir excesso de valores em crenças particulares ou de cunho que tenha o objetivo de controlar situações ou pessoas.

A dica é para não desenvolver rigidez no seu sistema de conduta e também para movimentos com ações impositivas nos contatos e relações com o mundo, que impedem a flexibilidade e novas referências de olhar.

Continua após a publicidade

Publicidade