“A maquiagem é uma ferramenta pra gente se autoafirmar”, diz Pabllo Vittar

A cantora conversou com a CAPRICHO sobre o universo da beleza, cultura drag e autoestima

Por Sofia Duarte Atualizado em 1 jul 2022, 14h21 - Publicado em 2 jul 2022, 10h00

Pabllo Vittar se tornou um ícone da comunidade LGBTQIA+ e uma das artistas brasileiras mais importantes da atualidade não apenas por seu talento profissional (que é enorme!), mas também pelo seu alcance, que extrapola fronteiras e acaba abrindo espaço para muitas cantoras drags e trans. Neste ano, ela fez história como a primeira drag queen a se apresentar no Coachella, um dos maiores festivais de música do mundo, foi à Europa em turnê e continua alcançando pessoas no mundo inteiro.

Em entrevista à CAPRICHO, Pabllo, que é estrela da nova campanha EUx1000, da MAC Cosmetics, fala sobre sua relação com a maquiagem, um dos elementos característicos da cultura drag, e sua autoestima no dia a dia.

View this post on Instagram

A post shared by Pabllo Vittar (@pabllovittar)

A maquiagem é uma ferramenta superimportante pra gente se autoafirmar, pra gente celebrar a nossa vivência, pra gente mostrar a nossa pluralidade às outras pessoas. Eu, como drag queen, maquiagem faz parte do meu trabalho, da minha vida, do meu dia a dia, então não tem como eu não falar de maquiagem, sabe? É uma paixão minha, uma terapia. E, realmente, essa campanha tem tudo a ver comigo, porque eu sou múltipla, tenho várias versões. Não só eu, mas todo mundo pode ter várias versões, e a maquiagem possibilita isso”, declara.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

A post shared by Pabllo Vittar (@pabllovittar)

A artista ainda reflete a respeito da importância da maquiagem para a cultura drag, e como esses dois universos estão diretamente ligados. “Eu acho que a maquiagem vem antes do drag”, afirma. “Para o drag existir, a maquiagem já tinha que estar ali, sabe? Como forma de mudança. O meu trabalho tem muito como inspiração o universo feminino, e a maquiagem está superligada com o universo feminino e com toda essa pluralidade que as mulheres existem e têm. Então, eu falo que a drag nada mais é do que uma grande homenagem ao universo feminino, e a maquiagem está tão atrelada a isso, que a gente vive disso.”

Apesar dos olhos cheios de glitter, uma preparação de pele impecável e outros truques que resultam em produções poderosas, Pabllo também fica de cara lavada e, nesses momentos, é fundamental cuidar da autoestima. Segundo ela, além da confiança em você mesma, vale a pena rodear-se de pessoas que te colocam pra cima. “Hoje em dia, eu sou igual a Pepita, minha autoestima está lá no Cristo Redentor!“, brinca. Hahaha!

View this post on Instagram

A post shared by Pabllo Vittar (@pabllovittar)

“Eu criei uma rede de apoio que sempre me lembra o quão importante eu sou na vida de outras pessoas, sempre me lembra a pessoa que eu sou. E eu sempre falo para as minhas amigas: ‘Amo muito vocês por me lembrarem disso’. E eu falo pra galera que me acompanha criar suas próprias redes de apoio, porque a maquiagem é uma ferramenta, mas a gente tem que ter ali os alicerces que movem essa engrenagem, que são nossos amigos, nossa família e pessoas que nos respeitam.” Maravilhosa!

Continua após a publicidade

Publicidade