H&M suspende temporariamente a compra de couro brasileiro | Capricho

H&M suspende temporariamente a compra de couro brasileiro

Essa é a segunda grande empresa que suspenderá a importação do material devido ao aumento das queimadas provocadas pelo desmatamento na Amazônia

Por Thais Varela Atualizado em 6 set 2019, 13h21 - Publicado em 6 set 2019, 13h17

Depois da VF Corporation, grupo dono das marcas Vans, Kipling, JanSport e outras 15 grifes, é a vez da H&M suspender a compra de couro brasileiro por conta do grande aumento do desmatamento na Amazônia. A rede de fast fashion, que é a segunda maior varejista do mundo, anunciou nesta quinta-feira (5) que vetará as importações do Brasil temporariamente até conseguir comprovar que o material exportado não provém da destruição da floresta.

H&M suspende compra de couro brasileiro por conta do aumento das queimadas criminosas na Amazônia. Miguel Candela/SOPA Images/LightRocket/Getty Images

“Devido aos importantes incêndios na parte brasileira da Floresta Amazônica e sua relação com a produção bovina, decidimos aplicar uma proibição temporária ao couro do Brasil”, disse a empresa em um comunicado. “A proibição ficará em vigor até que haja sistemas de garantias confiáveis para verificar que o couro não contribui para o prejuízo ambiental na Amazônia“, finalizou a H&M.

  •  

     

    As queimadas ilegais usadas para desmatar a floresta, muitas vezes, são feitas para abrir espaço para os rebanhos de gado. A chamada pecuária extensiva é um dos principais motivos do desmatamento na região, de acordo com dados de ONGs que atuam na área. Por isso, os importadores de materiais relacionados a esse tipo de atividade estão atentos aos últimos acontecimentos na Amazônia. Hoje, o Brasil é o terceiro maior exportador de couro industrializado do mundo.

    O que você acha sobre essa situação?

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade