Produtor é acusado de assédio sexual e ‘Supergirl’ se manifesta

O produtor executivo Andrew Kreisberg foi denunciado por 19 pessoas e a atriz Melissa Benoist se pronunciou sobre o assunto no Twitter

Na última segunda-feira (13/11), a Warner Bros. TV Group anunciou a suspensão de Andrew Kreisberg, produtor executivo de séries como Supergirl, Arrow e The Flash, de suas funções. Ele foi denunciado de assédio sexual e contato físico inapropriado por 19 pessoas (15 mulheres e quatro homens) dos elencos dos programas que comanda.

(Reprodução/Instagram)

De acordo com o site da revista americana Variety, nenhuma das 19 pessoas quieram ter o nome divulgado por medo de sofrer retaliação do estúdio e empresas ligadas à ele. Em comunicado à CNN, a Warner Bros. diz que “todas as acusações de má conduta estão sendo levadas extremamente a sério e que estão comprometidos em criar um ambiente de trabalho saudável para seus empregados e todas as pessoas envolvidas em suas produções”.

Após as denúncias virem à tona, Melissa Benoist, protagonista de Supergirl, se manifestou sobre o assunto em seu Twitter sem mencionar Kreisberg. “Quando pessoas cometem crimes ou assediam outras, elas devem ser sempre responsabilizadas – não importa qual área elas trabalhem ou quanto poder eles têm”, escreveu.

Leia na íntegra:

Eu sou uma mulher que está a frente de uma série que apoia equidade, feminismo, empoderamento e lutar pelo o que é certo. Eu sempre tento me colocar desta maneira na vida pessoal também. Infelizmente, a série e a minha carreira são parte de uma indústria que não refletem esses sentimentos. Isso é de quebrar o coração e, às vezes, faz com que eu me sinta impotente. Eu sei que não sou a única a me sentir desse jeito. Mas eu sou otimista. Eu acredito que mudanças são possíveis e quando as pessoas são maltratadas, elas devem ter lugar seguro para falar suas verdades e sempre serem ouvidas. E quando pessoas cometem crimes ou assediam outras, elas devem ser sempre responsabilizadas – não importa qual área elas trabalhem ou quanto poder eles têm. Eu já falei sobre isso no passado – publicamente e não publicamente – e eu continuarei a fazer isso. Nós todos deveríamos, sem sentir medo ou vergonha. Nós precisamos nos apoiar para aumentar o nível. Então, nesta semana, eu voltarei a trabalhar em Supergirl ainda mais comprometida em ser parte da mudança ouvindo quando as pessoas falarem e me recusando a aceitar um ambiente que é nada além de seguro, respeitoso e colaborativo.

Que pisão, Melissa! #GirlPower

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s