Gal Gadot pode abandonar Mulher-Maravilha 2 por causa de produtor

Acusações de assédio sexual contra Brett Ratner, que produziu primeiro longa da heroína, seriam os motivos da atriz abandonar o projeto

Por Da Redação - Atualizado em 8 mar 2018, 11h14 - Publicado em 13 nov 2017, 12h16

Gal Gadot está ameaçando deixar Mulher-Maravilha 2 caso o produtor Brett Ratner continue no projeto. Segundo o site Page Six, a atriz estaria fazendo essa exigência após Ratner ter sido denunciado por assédio sexual por diversas atrizes de Hollywood, incluindo Olivia Munn e Ellen Page.

Warner/Divulgação

Com sua produtora RatPac-Dune Entertainmente, Brett Ratner ajudou a produzir Mulher-Maravilha, ficando com uma fatia grande dos lucros do longa, que faturou mais de US$ 400 milhões ao redor do mundo.

“Ela é forte e defende seus princípios. Ela também sabe que a melhor maneira de prejudicar pessoas como Brett Ratner é pelo dinheiro”, contou uma fonte ao Page Six. “Ela também sabe que a Warner Bros. precisa acompanhar essa questão enquanto ela se desenvolve. Eles não podem ter um filme enraizado no empoderamento das mulheres sendo co-financiado por um homem acusado de má conduta sexual contra as mulheres.”

A Warner Bros. rebateu os rumores, dizendo que essa informação é falsa. Mas, em outubro, Gal Gadot estava cotada para entregar um prêmio a Ratner, por seus trabalhos filantrópicos em Israel, no Tree of Life Award, e acabou desistindo de comparecer ao evento.

Mulher-Maravilha 2 está previsto para chegar aos cinemas em 2019.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade