Isadora Williams será porta-bandeira na cerimônia de encerramento

A patinadora artística que representou o Brasil nas Olimpíadas de Inverno 2018 acabou em último na final, mas recebeu elogios dos brasileiros

Por Gabriela Zocchi Atualizado em 23 fev 2018, 18h05 - Publicado em 23 fev 2018, 18h04

Isadora Williams pode não ter brilhado tanto na final da patinação artística nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, que aconteceu na noite desta quinta-feira (22), mas a atleta alcançou um grande feito: foi selecionada pelo Comitê Olímpico Brasileiro para ser a porta-bandeira do país na cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Inverno.

“Você encantou o Brasil com seu charme, com seu talento incrível, e queremos retribuir. Você já entrou para a história, foi a primeira brasileira a se classificar para a patinação artística em Sochi (nas Olimpíadas de Inverno de 2014) e agora conseguiu o incrível feito de se classificar para o programa longo, então você vai ser nossa porta-bandeira mais uma vez na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos”, disse o chefe da missão brasileira, Stefano Arnhold, à patinadora, que ficou muito feliz com a notícia.

isadora-williams-patinadora-brasileira-olimpiadas-de-inverno-2018
Isadora Williams será a porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno 2018, em PyeongChang Reprodução/Instagram

“É uma honra representar o Brasil e ser a porta-bandeira de novo. Estou muito feliz. É um sonho de novo. Não esperava. Agradeço a todos pelo carinho”, disse Isadora ao Globo Esporte. Em 2014, ela já havia sido escolhida para carregar a bandeira do nosso país no encerramento.

Continua após a publicidade

A FINAL DA COMPETIÇÃO

Isadora foi responsável por dois marcos na história dos esportes de neve no Brasil. Nas Olimpíadas de Inverno de Sochi, em 2014, ela foi a primeira brasileira a se classificar para a patinação artística, mas acabou ficando em último lugar, ainda no programa curto, primeira fase da competição.

  • Este ano, porém, Isa mandou bem e se tornou a primeira brasileira a chegar numa final nessa modalidade durante os Jogos Olímpicos, mas não conseguiu uma boa colocação. A última fase da patinação artística feminina, conhecida como programa longo, aconteceu na última quinta-feira (22) em Gangneung, na Coreia do Sul. Muito nervosa, Isa se apresentou ao som da música tema do filme Missão Impossível 2 e caiu e se desequilibrou algumas vezes. Ao terminar a prova, a patinadora se mostrou bastante decepcionada e recebeu a nota baixa de 88,44, terminando como a última colocada.

    isadora-williams-final-patinação-olimpiadas-de-inverno-2018
    Isadora Williams se apresenta na final da patinação artística feminina nas Olimpíadas de Inverno de 2018, em PyeongChang Harry How/Getty Images

    Apesar do resultado, o feito da atleta foi inédito no Brasil, um país em que o incentivo à patinação artística é quase nulo. Para conseguir manter seus treinos e se classificar para as Olimpíadas de Inverno, por exemplo, Isadora teve que começar a dar aulas de patinação para crianças na cidade em que mora, nos Estados Unidos, e chegou a fazer uma vaquinha virtual para poder pagar um técnico de saltos.

    A medalha de ouro da patinação artística feminina ficou com a russa Alina Zagitova, de 15 anos. Em segundo lugar ficou sua compatriota, Evgenia Medvedeva, de 17 anos, e em terceiro, a canadense Kaetlyn Osmond.

    Continua após a publicidade
    Publicidade