Lili Reinhart, de Riverdale, desabafa sobre batalha contra a depressão

A atriz utilizou uma rede social para comentar como estava se sentindo e enviar mensagem de apoio aos seus seguidores

Por Vitória Macedo 18 Maio 2021, 13h19

Lili Reinhart, a Betty Cooper de Riverdaleneste domingo (16) fez um desabafo sobre a depressão que enfrenta há 11 anos. No Story do Instagram, a atriz afirmou que nem todos os dias ela consegue ter forças para lutar, e deu um conselho aos seus seguidores que passam pela mesma situação.

Alguns dias me sinto realmente derrotada pela minha depressão. É uma batalha exaustiva que tenha travado durante 11 anos e, alguns dias, como hoje, podem ser quase intoleráveis”, escreveu ela com a imagem de umas árvores. “Este é um lembrete para todos os meus companheiros que é ok ter dias em que você não quer mais lutar. Você não precisa justificar a sua saúde mental para ninguém”, expressou a atriz. 

Ela ainda deu dicas para as pessoas enfrentarem esse momento. “Priorize você mesmo quando precisar, tire um tempo para descansar. Cerque-se de boas pessoas e altas vibrações”, escreveu. No fim, a atriz deixou uma mensagem valiosa: “Vale a pena sempre lutar por você mesmo e amanhã pode ser um lindo dia”. 

  • Lili foi diagnosticada com depressão aos 14 anos e, segundo ela, a situação piorou quando se mudou para Los Angeles, aos 18, para procurar trabalho como atriz. Ela contou que nessa época lutava para sair da cama e fazer amigos. “Foi um ponto muito duro da minha vida. Eu tive que lutar para reencontrar minha paixão”, disse em entrevista à Ocean Drive. 

    A atriz resolveu voltar para Ohio e trabalhar com uma terapeuta antes de retomar a busca por emprego em LA. Seis meses depois, de volta à cidade, ela conseguiu o papel de Betty Cooper em Riverdale. “No final, dar vida à Betty me salvou completamente e colocou fim à pior depressão que eu já tinha experimentado”, contou ela. 

    Se você está passando por algum transtorno mental, como a depressão, ou conhece alguém que esteja, lembre-se de que há sempre pessoas prontas para escutar. O CVV (Centro de Valorização da Vida) funciona 24h e oferece apoio emocional de maneira voluntária e gratuita. Para entrar em contato, basta ligar 188 ou entrar em contato com o serviço pelo chat ou por e-mail.

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade