“Eu ficava triste”, diz Maisa sobre apelido de “menina monstro”

A apresentadora comentou que o apelido acabou pegando na sua escola

Por Mel Trench - Atualizado em 17 jul 2019, 16h57 - Publicado em 17 jul 2019, 13h00

Maisa Silva falou sobre como foi crescer no mundo da fama durante o programa Provocações, da TV Cultura. A apresentadora disse que sua vida não teve muitos momento cruéis ou de pressão, o que para ela tem muita relação com a proteção que seus pais deram durante esses anos. Entretanto, ela relembrou a época em que recebeu o apelido “menina monstro” e explicou como isso a afetou durante a infância.

Tempos atrás, um dos quadros do Pânico fazia uma paródia com o Programa Silvio Santos, no qual deram o apelido de “Malisa, menina monstro” para a apresentadora. Ela contou que o nome pegou na escola: Gritavam: ‘Não encosta nela que você vai virar um monstro’. Eu ficava triste. Nessa época, eu tinha uns 6, 7 anos. Ficava triste porque conhecia o pessoal do Pânico e sabia que era brincadeira, mas meus amiguinhos não”, disse Maisa. Chato, né?

Ela ainda falou que a transição de atriz mirim para apresentadora do programa próprio foi muito importante para sua imagem e até para sua saúde mental. A jovem também afirmou que não se vê trabalhando com outra coisa e que recebe propostas incríveis por conta de sua fama. Sucesso!

Um ícone, né?

Publicidade