BTS na Casa Branca: grupo vai discutir sobre racismo contra asiáticos

O septeto de k-pop se encontrará com o presidente Joe Biden na próxima semana nos Estados Unidos

Por Gustavo Balducci Atualizado em 27 Maio 2022, 13h23 - Publicado em 28 Maio 2022, 10h00

O BTS continua fazendo história para além da música pop! Desta vez, o grupo de k-pop foi convidado pelo presidente Joe Biden para ir até a Casa Branca, sede de trabalho e residência oficial do presidente dos Estados Unidos, para discutir sobre crimes de ódio e racismo contra asiáticos.

Segundo o governo estadunidense, o encontro também visa debater a inclusão e representatividade da comunidade asiática no país, além de celebrar o Mês da Herança AANHPI (Asiático-americano e Nativos do Hawaii e Ilhas do Pacífico). “O presidente Biden já havia falado sobre seu compromisso de combater a onda de crimes de ódio contra asiáticos, e sancionou a Lei de Crimes de Ódio da Covid-19, em maio de 2021, para fornecer recursos às forças de segurança para identificar, investigar e denunciar crimes de ódio, e garantir que as informações sobre crimes de ódio sejam mais acessíveis às comunidades AA e NHPI”, diz o comunicado emitido pela Casa Branca. A reunião acontecerá na próxima terça-feira, dia 31 de maio.

Vale lembrar que a discriminação contra asiáticos cresceu drasticamente desde o começo da pandemia de Covid-19. Somente nos Estados Unidos, foram 150% a mais desde 2020, segundo o Centro para o Estudo de Ódio e Extremismo do país. Em contrapartida, o movimento #StopAsianHate ganhou força nas redes sociais e contou com o apoio de grandes nomes do k-pop. Em março de 2021, por exemplo, os integrantes do BTS publicaram uma carta aberta declarando seu apoio às vítimas desse tipo de crime e reforçaram que todos têm direito ao respeito.

Em parceria com a UNICEF desde 2017 na campanha Love Myself, cujo objetivo é combater a violência e promover a autoestima entre crianças e jovens, Jin, Jimin, J-Hope, V, RM, Jungkook e Suga também já discursaram para líderes globais durante a Assembléia Geral das Nações Unidas em Nova Iorque. Da última vez, rolou até uma performance incrível do hit Permission To Dance na sede da ONU, lembra?

Continua após a publicidade

Publicidade