Apple lança serviço de streaming para competir com Netfix e Amazon Prime

Anúncio acaba de sair do forno e, em breve, saberemos quando a novidade chega ao mercado brasileiro!

Por Isabella Otto Atualizado em 25 mar 2019, 11h50 - Publicado em 25 mar 2019, 11h32

Nesta segunda-feira, 25, a Apple laça seu serviço de streaming numa tentativa de abalar os reinados da Netflix e Amazon Prime Video. O anúncio foi feito em um evento na cidade de Cupertino, na Flórida, Estados Unidos.

Reprodução/Reprodução

Como acontece em quase todos os lançamentos da marca, um vazamento de informações antecedeu o anúncio oficial, mas nada que abalasse muito as estruturas. São duas as grandes apostas do serviço: os nomes “de respeito” no catálogo e a forma de adquirir os conteúdos, bastante variados.

Steven Spielberg, Oprah Winfrey, Reese Witherspoon e Jennifer Aniston são algumas dessas apostas e o assinante pode comprar também canais de terceiros, como já acontece na Amazon, um diferencial com relação à Netflix. Pagando um valor extra, é possível adquirir conteúdos do canal Showtime, por exemplo.

  • Outra novidade bacana com relação à “Apple TV” é que veículos de notícia ganham espaço nas opções de conteúdo. De acordo com o New York Times, o streaming tem “centenas de revistas e veículos de imprensa”. Esse extra custa US$ 10 por mês (algo em torno de R$ 40). O próprio NY Times faz parte do catálogo, assim como o Washington Post e o Wall Street Journal. Os outros serviços de assinatura, como o de canais, também custam US$ 10. Isso permite com que o consumidor monte o seu próprio plano e do jeitinho que melhor lhe convém, tanto financeiramente quanto em questão de conteúdo.

    Vale lembrar que HBO Go e Hulu são outros serviços de streaming que estão no mercado e, em breve, o Disney+ chega ao Brasil. E aí, será que algum desses serviços, incluindo os da Amazon Prime e Apple, tem capacidade de destronar a Netflix e comandar os setes reinos?

    Continua após a publicidade
    Publicidade