Victor Sorrentino, médico preso no Egito, é liberado e retorna ao Brasil

O médico brasileiro foi detido após assediar uma vendedora muçulmana com comentários de cunho sexual no dia 30 de maio, na cidade do Cairo

Por Gabriela Junqueira 7 jun 2021, 16h48
Ao centro, modelo usa cropped azul de manga comprida. Ela está com uma das mãos na cintura, sorrindo. De um lado, a frase
Marisa/Divulgação

O médico brasileiro Victor Sorrentino, detido no Egito no último dia 30, depois de assediar uma vendedora muçulmana, foi liberado pelas autoridades do país e retornou para o Brasil no domingo, 6. O gaúcho foi preso após compartilhar um vídeo nas suas redes sociais em que faz perguntas com cunho sexual para a muçlumana, que não falava português e não compreendeu o que foi dito.

Na colagem aparecem duas imagens de Victor Sorrentino. Na primeira, o médico usa moletom cinza e aparece sorrindo na frente de pirâmides, no Egito. Na segunda, pede desculpas para vendedora egípcia
À esquerda, Victor aparece sorrindo durante a viagem ao Egito. À direita, aparece falando com a vendedora no primeiro pedido de desculpas que fez @drvictorsorrentino/Reprodução

“Vocês gostam mesmo é do bem duro, né? Comprido também fica legal, né?”, diz o médico nas imagens. Sorrentino chegou a apagar o conteúdo após a repercussão negativa e gravou outro pedindo desculpas para a vendedora, dizendo que se tratava de “uma brincadeira brasileira”, e o compartilhou no dia 25, antes de ser preso.

O médico foi investigado por “expor a vítima a insinuações sexuais e insinuações com palavras, a sua transgressão aos princípios da família e valores da sociedade egípcia, sua violação da santidade da vida privada da vítima e seu uso de sus conta online privada para cometer esses crimes”. Quem cuidou do caso foi o Ministério Público egípcio e Sorrentino ficou detido em um prédio público do governo local.

  • A informação sobre seu retorno foi divulgada por sua assessoria no domingo. “Comunicamos que o cidadão e médico Victor Sorrentino está de volta ao Brasil, após prestar todos os esclarecimentos solicitados e ser liberado pelas Autoridades Egípcias. A prioridade é o reencontro com a família e, oportunamente, vai se manifestar publicamente sobre o ocorrido. A Família Sorrentino agradece a todos que torceram e que, de alguma forma, tiveram participação para que este desfecho ocorresse o mais rapidamente possível”,  diz a nota.

    Na última quinta-feira, 3, Victor e sua família enviaram uma carta escrita em inglês e árabe pedindo desculpas para a família da vítima. Na sexta-feira, um novo vídeo de Sorrentino pedindo desculpa para a vendedora foi compartilhado. “Como represento as mulheres egípcias e o povo egípcio, somos um povo hospitaleiro e carinhoso que recebemos visitante de todas as partes do mundo, é suficiente para mim que ele peça desculpas, e vou aceitar suas desculpas“, respondeu a mulher.

    Continua após a publicidade
    Publicidade