Vênus e Marte retrógrados: o que indica o fenômeno mais tenso de 2022?

A última vez que tivemos os dois planetas retrógrados em um mesmo ano foi em 2020... E, bem, não gostamos nem de lembrar, né?

Por Personare Atualizado em 21 jan 2022, 17h03 - Publicado em 25 jan 2022, 10h02

Você sabia que em 2022 nós teremos oito planetas retrógrados? É bastante coisa, porque toda retrogradação é uma fase importante pra gente rever questões e revisar algo do passado que não foi tão bem resolvido. Mas dentre elas, a retrogradação de Vênus, Marte e Mercúrio ganham destaque. Vem entender por quê!

Imagem de planetas no espaço sideral
Elen11/Getty Images

Antes de tudo, é importante ter em mente que todo movimento astrológico pode nos afetar de forma diferente. Por isso, veja aqui as previsões do seu signo para 2022 e saiba como elas podem atuar na sua vida.

Já bem conhecido, Mercúrio retrógrado (veja as datas aqui!) é um fenômeno que normalmente acontece três vezes por ano. Em 2022, serão quatro retrogradações, porque o último começa no final de dezembro e segue até janeiro de 2023. E a primeira ocorre já começa em 14 de janeiro.

Como Mercúrio representa a comunicação, é possível que, durante os períodos de Mercúrio retrógrado, as falas não sejam tão claras, o combinado não saia como o planejado, o que foi contratado tenha de ser repensado.

Continua após a publicidade

 

No entanto, segundo a astróloga Vanessa Tuleski, a principal peculiaridade de 2022 é ter Vênus e Marte retrógrados no mesmo ano. As últimas vezes em que isso ocorreu foi nos anos 2010, 2012, 2014, 2018 e 2020.

Vênus retrógrado é dado a muito problemas nas relações e revisões sobre relacionamentos, negócios e finanças, e não é um bom período para casar e ter lua de mel, por exemplo. Já Marte retrógrado é uma energia mais difícil. Há mais probabilidade de grandes brigas, lentidão em algumas questões e dores de cabeça”, sintetiza Vanessa.

Depois de 2022, Vênus e Marte ficam retrógrados juntos em 2025, 2031, 2037 e 2039. Neste ano, ainda teremos as retrogradações de Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Para entender as oito retrogradações de 2022, clique aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade