TikTok: truque pra falsificar teste de Covid bomba no App entre estudantes

Suco de laranja está sendo utilizado para fraudar testes rápidos de farmácia e "tirar uma folga da escola"

Por Isabella Otto Atualizado em 6 jul 2021, 13h07 - Publicado em 6 jul 2021, 10h55
de um lado, o hidratante, o perfume e a máscara facial hello stars, dispostos lado a lado. De outro, as frases: Cada estrela é única, como você. Conheça a nova linha Hello Stars. Todos os elementos estão em um fundo azul escuro com estrelas que brilham
CAPRICHO/Divulgação

Com mais de 6,5 milhões de visualizações, a hashtag #fakecovidtest vem gerando muito engajamento dentro do TikTok, com usuários inclusive ensinando a como falsificar aqueles testes rápidos de farmácia. A “dica” vem fazendo sucesso especialmente entre estudantes britânicos.

Colagem mostra uma laranja cortada ao meio e uma mão com luva branca segurando um teste de Covid
Acidez da laranja tem ligação com falso diagnóstico CrispyPork/TikTok/Divulgação/Getty Images

Segundo o jornal The Guardian, um grupo de alunos do Reino Unido usou suco de laranja para burlar o exame. Como o “falso positivo” garantiu uns dias longe da escola, eles decidiram compartilhar o “ensinamento” com geral.

Cientistas explicam que alimentos muito ácidos, quando consumidos em excesso, podem causar uma alteração no teste, mas que essa alteração não pode ser chamada de “falso positivo”, pois este diagnóstico é quando há a suspeita da doença seguindo todos os protocolos, não quando há fraude em jogo. Além da laranja, alimentos como ketchup e Coca-Coca também podem alterar o resultados dos testes rápidos.

  •  

    “Eles [os estudantes] dizem que é uma ótima maneira de tirar duas semanas de férias da escola”, lamentou um professor de ciências em entrevista ao The Guardian. Jon Deeks, professor de bioestatística da Universidade de Birmingham, alerta para o período da prática, que interfere não só em famílias, como também na escola e em estudos científicos: “É uma coisa muito egoísta de se fazer. Existem maneiras menos prejudiciais de fingir um dia de folga da escola”, disse.

    + Instagram não é mais sobre fotos; o que engaja são vídeos do tipo TikTok

    Continua após a publicidade
    Publicidade