Instagram não é mais só sobre fotos; o que engaja é vídeo do tipo TikTok

Conteúdos em vídeo estão entre as prioridades da empresa, mas cada vez menos aqueles no formato Live e mais os publicados no Reel

Por Isabella Otto Atualizado em 7 jul 2021, 18h20 - Publicado em 5 jul 2021, 14h29
de um lado, o hidratante, o perfume e a máscara facial hello stars, dispostos lado a lado. De outro, as frases: Cada estrela é única, como você. Conheça a nova linha Hello Stars. Todos os elementos estão em um fundo azul escuro com estrelas que brilham
CAPRICHO/Divulgação

Em um vídeo publicado nas redes sociais, Adam Mosseri, chefe do Instagram, explicou que o Instagram não é mais apenas sobre fotos. Agora, o principal objetivo da plataforma é fomentar conteúdos de entretenimento em vídeo. “No momento, estamos focados em quatro áreas principais: criadores, vídeo, shopping e mensagens”, revelou.

Foto de uma mão segurando um celular apresentando o logo do Instagram. Fundo é pink.
Thiago Prudencio/SOPA Images/LightRocket/Getty Images

O executivo falou que o Instagram pretende competir cada vez mais com outros Apps, especialmente com o TikTok e o YouTube. É por isso que, hoje, vídeos, sejam eles publicados no Reel e no IGTV, geram mais engajamento. Afinal, os algoritmos estão sendo reprogramados para impulsionar mais filmes e menos fotos.

Além disso, Adam Mosseri garantiu que o famoso “arraste pra cima”, tão utilizado pelos influenciadores digitais, deve chegar em breve para todos os usuários. Por ora, apenas contas com mais de 10 mil seguidores têm essa “mordomia”.

O Instagram também pretende investir cada vez mais na aba de shopping dentro da plataforma, talvez uma forma de competir com outro aplicativo, o WhatsApp, que apresentou há pouco tempo a função Business. Apesar de a empresa afirmar que essa é uma maneira de cooperar com os pequenos produtores e comerciantes, a gente sabe que, quando se trata de redes sociais e engajamento, ambas as partes devem lucrar com as ferramentas… E cada vez mais precisamos ficar alertas com relação ao consumo consciente. Afinal, a oferta é surreal e está, cada vez mais, a apenas um clique de você!

  • Vale ressaltar sobre a originalidade dos conteúdos postados. Se na internet nada se cria, tudo se copia, é importante que, ao menos, o criador de conteúdo se esforce em ir além com aquele viral. Um exemplo atual é o meme com a música Good 4 You, da Olivia Rodrigo, que vários Millennials gravaram o mesmo reel tendo a memória desbloqueada pela canção, que lembra muito as músicas do Paramore dos anos 2000, durante o auge do emocore.

    Apesar dos enfoques atuais, Melissa Magrani, Head de Comunicação do Instagram para a América Latina, explica que o Instagram não deixará de ter fotos, mas que deixou há tempos de ser um aplicativo de compartilhamento de imagens quadradas. “Em seu vídeo, Adam Mosseri fala sobre as experiências que queremos criar no Instagram com base no que ouvimos e vemos dentro da nossa própria plataforma. O que as pessoas fazem hoje no Instagram, com os diferentes formatos e superfícies disponíveis, como Stories, IGTV e Reels, vai muito além do compartilhamento de fotos“, garante.

    Continua após a publicidade
    Publicidade