Sabia que o ballet é usado por atletas de vários esportes, como basquete?

Em Tóquio 2020, as ginastas da Seleção Brasileira também mostraram que se prepararam para as competições treinando ballet clássico

Por Blog da Galera Atualizado em 1 set 2021, 18h57 - Publicado em 1 set 2021, 11h16
topo galera antonela e sofia
Reprodução/CAPRICHO

1º de setembro é um dia muito especial para nós da comunidade bailarinística, pois é celebrado o Dia do(a) Bailarino(a)! E você sabia que o ballet é uma modalidade utilizada por atletas de outros esportes?

Fotos da Sofia, integrante da Galera CAPRICHO, posando com roupas de ballet. À esquerda, sua silhueta aparece atrás de uma cortina. À direita, ela está agachada, com sapatilhas de ponta segurando seu corpo
Sofia, da Galera CH, encontrou na dança uma maneira de unir esporte e arte Arquivo Pessoal/Reprodução

No século XVI, nas cortes italianas, o ballet era apresentado apenas como forma de entretenimento pela e para a nobreza. Anos depois, com um matrimônio que uniu a italiana Catarina de Médici e o rei francês Henrique II, a prática se tornou uma forma artística popularizada mundialmente. Essa disseminação criou várias vertentes do estilo, originando novas formas de dança e variantes da clássica.

  • Além de servir como expressão artística e atividade física, o ballet carrega vários benefícios. Ele pode ser considerado, para leigos, um estilo de dança clássico e chato, porém é a base para outros estilos e é até mesmo usado por atletas de outros esportes para prevenir lesões, por exemplo. Por meio da repetição de sequências e desafios mentais, a dança estimula a habilidade de memorização dos indivíduos. Essas sequências são formadas por exercícios que seguem as regras técnicas do gênero, e exploram a flexibilidade e fortalecimento do corpo de seus praticantes.

    Fotos da Antonela, da Galera CAPRICHO, vestida de bailarina. À esquerda, ela se apresenta em sua festa de 15 anos. À direita, a imagem de várias pernas unidas, todas com pés vestindo sapatilhas de ponta
    Antonela, da Galera CH, em algumas de suas apresentações de ballet Arquivo Pessoal/Reprodução

    Por trazer tantos benefícios, a Seleção Brasileira de Ginástica, destaque em Tóquio 2020, publicou em agosto um vídeo praticando ballet antes das competições. Ambas as modalidades trabalham com a flexibilidade e as linhas corporais de uma maneira similar, podendo se complementar para a obtenção de melhores resultados. Outro esporte que pode se beneficiar de um treino clássico é o basquete.

    A equipe de basquete de Joinville visitou a escola do Bolshoi e se inspirou nas técnicas de saltos utilizadas pelos bailarinos, implementando-as em seus treinos regulares. Praticar ballet não é exclusivo para quem quer ser bailarino(a). Ballet é arte, é técnica e é esporte. O Dia do(a) Bailarino(a) deve ser celebrado por todos aqueles que deixam a dança clássica impactar suas vidas!

    Desejamos a todos os artistas que chegaram até aqui… Merde! E até a próxima!

    Continua após a publicidade
    Publicidade