Saiba como ver a olho nu o cometa Neowise – o que é muito raro!

Se não, só daqui uns 6.800 anos... Não vai perder, hein?!

Por Isabella Otto 24 jul 2020, 13h46

Um evento astronômico raro, que passou recentemente pelo hemisfério Norte do planeta, começa no Brasil nesta quarta-feira (22/7) e dura até a próxima quinta (30). O cometa Neowise vai ficar visível a olho nu principalmente durante o pôr do sol, melhor horário para visualizá-lo, conforme explica Rodolfo Langhi, professor da Unifesp. “Deve-se procurá-lo bem próximo do horizonte. Não é para olhar para cima”, deu a dica o especialista em entrevista ao portal R7.

Além disso, vale mencionar que as regiões Norte e Nordeste do país já conseguem avistar o cometa nesta quarta, sendo que as regiões Sul e Sudeste vão conseguir enxergá-lo melhor a partir do dia 24. Conforme for ficando cada vez mais distante do Sol, mais difícil será sua observação. Por isso, é importante ficar ligada a essa “descida” do corpo celeste.

  •  

    O inverno é uma das melhores épocas do ano para os amantes da astronomia, isso porque as condições climáticas tendem a ser as mais favoráveis, com céu limpo e ar seco. As chances de que seja possível avistar o cometa sem o auxílio de equipamentos são grandes! Quanto menor a iluminação na rua, também mais nítida a visão do fenômeno.

    Você tem um tempo para tentar avistar o cometa – e é interessante fazer a tentativa desde o primeiro. Afinal, se não conseguir, precisará esperar cerca de 6.800 anos para tentar de novo… Eita! Quer dizer… (risos nervosos) O Neowise demora milhares de anos para dar um volta completa ao redor do Sol e ficar visível da Terra novamente – e com as mudanças climáticas, pode ser que isso seja impossível, por “N” razões.

    Aplicativos que fazem o mapeamento do céu podem te ajudar nessa missão. Existe uma infinidade deles nas lojas virtuais, sendo o Star Walk um bom exemplo de App gratuito e o Stellarium um exemplo de App “profissa” e pago.

    Boa sorte!

    Continua após a publicidade
    Publicidade