Mulher faz Desafio da Farinha com cachorros e é denunciada por maus-tratos

Cães tremiam de medo enquanto tinham seus focinhos empurrados contra a farinha. Dona deve pagar multa, mas se livrar da pena de prisão

Por Gabriela Junqueira Atualizado em 12 Maio 2020, 17h29 - Publicado em 12 Maio 2020, 10h35
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

O “Desafio da Farinha” é um challenge que viralizou nas redes sociais durante a quarentena. Duas pessoas ficam sentadas diante de uma mesa com o tal pó, e uma terceira fica atrás, em pé, fazendo o julgamento e enfiando na farinha a cara da pessoa que mais tiver a ver com a característica citada. Médicos já alertaram sobre os perigos do desafio, já que o produto pode acabar entrando no aparelho respiratório das pessoas, mesmo elas tendo noção do que está acontecendo e prendendo a respiração. Mas e quando o challenge é feito com animais, que, claramente assustados, não fazem ideia do que está acontecendo? Foi o que aconteceu no último final de semana, em Londrina, quando uma mulher decidiu fazer o desafio com seus cachorros. No vídeo que circula na internet, é possível ver a dona empurrando com força a cabeça dos animais contra o alimento. As imagens causaram indignação e levaram ao pronunciamento de autoridades sobre o caso, assim como o de celebridades.

Print do vídeo que mostra o “Desafio da Farinha” com cachorros Instagram/@alfinetei/Reprodução

O cantor Jão foi um dos que comentaram o caso. “Pedi para a Kéfera e o protetor Esdras me ajudarem a fazer o vídeo chegar nas autoridades necessárias. Pressionem quem puderem sobre isso, pra gente alertar e educar! Crianças podem assistir isso e achar uma ideia genial. Parem de fazer essas m&rd@s com animais! Não é engraçado“, escreveu.

View this post on Instagram

Luisa Mell corre aqui

A post shared by Alfinetadas Dos Famosos 📌 (@alfinetei) on

O delegado Bruno Lima, defensor da causa animal, falou sobre o vídeo nas redes sociais. Em uma publicação no Instagram, escreveu na legenda: “Onde certas pessoas veem brincadeira, eu vejo crime! Quer brincar de colocar o rosto na farinha, coloque o próprio. Estou em contato com a delegacia local e esperamos que desta vez seja instaurado inquérito criminal e os animais sejam retirados da posse desta mulher irresponsável. Esse tipo de palhaçada precisa acabar.”

  •  

    Bruno também comentou o caso em um vídeo. “Conforme as imagens que você podem verificar, ela acabou pegando seus dois cachorros e colocando o rostos dos dois na farinha, de forma muito brusca. Até quando nossas autoridades vão entender isso como brincadeira? (…) Isso é crime, pessoal”, disse.

    O delegado Matheus Laiola, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), no Paraná, também se manifestou sobre o assunto. “A gente percebe que ela imprime uma força e o cão tenta não ir porque sabe que vai ter ali um objeto que vai causar desconforto, que seria a farinha. Então, é totalmente diferente a situação com humanos que participam de forma voluntária“, afirmou o delegado para o canal Ric Mais, afiliado da TV Record.

    A DPMA já está ciente, investigando e tomando as medidas necessárias em relação ao caso. Na última segunda-feira uma médica veterinária foi chamada para produzir um Atestado de Saúde Médico Veterinário, listando os desconfortos sentidos pelos animais com a situação, configurando maus-tratos, que já foi entregue para polícia Federal de Londrina.

    Segundo Laiola, “a tendência é ela [a dona] ser responsabilizada criminalmente por maus-tratos e, se condenada, pode pegar até um 1 ano de prisão. (…) Na prática, ela provavelmente vai pagar uma multa, uma cesta básica ou prestação de serviços.”

    De acordo com publicação feita pelo delegado no Instagram, a autora já foi “devidamente identificada”. Também na segunda-feira, Luisa Mell falou sobre o vídeo em seu perfil e disse já estar em ação e em contato com os delegados responsáveis. “Identificada a covarde que causou revolta na internet ao fazer o tal do Desafio da Farinha com cães. Julia Claudenari Oguido, natural de SP, mas atualmente mora em Londrina. É bem conhecida na cidade, pois é dona de uma academia de ginástica“, relatou.

    View this post on Instagram

    Identificada a covarde que causou revolta hj na internet ao fazer o tal do “desafio da farinha” com cães. Julia Claudenari Oguido Natural de SP, mas atualmente mora em Londrina. É bem conhecida na Cidade, pois é dona de uma academia de ginástica. Já foi realizada uma diligência, mas ela ainda não foi encontrada pela polícia. Continuo em contato com a polícia local, mais tarde mais informações por aqui. Importante ressaltar que este desafio É EXTREMAMENTE PERIGOSO para animais e PESSOAS! Animais podem ter asfixia e pneumonia aspirativa. E podem chegar a óbito! E ao contrário do que parece, tb n é uma brincadeira inocente para humanos: “Certamente é ruim. Se a pessoa ainda tomar um susto e inspirar profundamente, pode aspirar farinha para os pulmões. O que pode gerar simples irritações e tosse, mas também, dependendo da quantidade e da sensibilidade da pessoa, pode causar broncoespasmo (como em uma crise de asma). Sem contar que podem haver bactérias e fungos na farinha que, se forem para nos pulmões, podem causar infecções” palavras do pneumologista que cuidou do meu marido! Ou seja, ninguém mais deve postar tal barbaridade. O que coloca saúde em risco n deve ser estimulado. #proibamodesafiodafarinha Meu agradecimento especial ao @delegado.matheuslaiola, que também foi o responsável pela Rinha de Mairiporã/SP, está acompanhando o caso e auxiliando a Polícia Civil de Londrina.

    A post shared by Luisa mell (@luisamell) on

    Com a repercussão negativa de um vídeo que ela possivelmente achou que viralizaria de um jeito fofo (qual a chance?), a dona dos cachorrinhos desativou seus perfis nas redes sociais. Maus-tratos a animais é crime! Cuidado também você, humano, que anda fazendo o desafio em casa, que pode prejudicar o sistema respiratório, em um tempo em que um vírus altamente nocivo para o pulmão anda circulando por aí.

    Continua após a publicidade
    Publicidade