Mercado de trabalho: 13 profissões que devem surgir no mundo pós-pandemia

Vagas em áreas voltadas para área de tecnologia e logística devem aparecer e crescer no cenário pós-pandemia de coronavírus; veja a lista!

Por Gabriela Junqueira - Atualizado em 2 out 2020, 16h05 - Publicado em 2 out 2020, 12h44
colecao-roupas-capricho-marisa
Divulgação/CAPRICHO

Além de afetar a rotina e a vida de quase toda a população mundial em 2020, a pandemia causada pelo novo coronavírus também mudou como e onde as pessoas trabalham. O modelo home office, que já vinha sendo usado por muitas empresas nos últimos anos, foi adotado rapidamente no cenário de emergência. Com as vantagens econômicas e práticas, e até benefícios para a qualidade de vida dos trabalhadores – como o de não ter que pegar o transporte público todos os dias -, parece que ele veio para ficar. Com esse novo formato, novas necessidades também surgiram.

Kathrin Ziegler/Getty Images

Profissões que já existem e estão ligadas à produção e transmissão de vídeo, educação à distância e telemedicina ganharam mais atenção durante a pandemia. Uma pesquisa realizada pelo SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) mostrou que, em cinco anos, a demanda por profissionais de tecnologia e logística deve crescer.

Rafael Lucchesi, diretor-geral do SENAI, explica que “a pandemia intensificou, de forma dramática, esse processo de atualização tecnológica, o que deve antecipar para 2021 e anos seguintes uma demanda que estava prevista para daqui a cinco ou dez anos”. Isso vai causar a criação de novas ocupações, já que “o novo comportamento das pessoas e das empresas também vai exigir maior especialização de profissionais em algumas áreas”. Entre as profissões que devem surgir, estão “especialistas em alta conectividade” e “trabalho remoto”.

 

No total, a pesquisa apontou 25 profissões que já existem e devem ganhar atenção no pós-pandemia, sendo 13 delas novas ocupações. Confira a lista completa de profissões que devem surgir nos próximos anos:

1. Analista de soluções de alta conectividade (nível médio);

2. Administrador de conectividade (nível médio);

3. Especialista em logística 4.0 (nível médio ou superior);

4. Desenvolvedor de softwares para simulação de processos industriais (nível médio ou superior);

5. Especialista em realidade virtual e aumentada (nível médio);

6. Desenvolvedor de aulas para educação a distância e online (nível médio);

7. Orientador para trabalho remoto (nível médio);

8. Profissional com especialização em normas e legislações nacionais e internacionais (nível médio)

9. Especialista em gestão da informação (nível médio ou superior);

10. Especialista em análise de grandes volumes de informações (nível médio ou superior);

11. Especialista em internet das coisas (nível médio ou superior);

12. Especialista em impressão 3D (nível médio);

13. Especialista em ciber segurança (nível médio ou superior).

Para realizar as projeções, foi usado o Modelo Senai de Prospectiva, que busca analisar as tendências para o mercado de trabalho e as mudanças que devem acontecer dentro das empresas em um período de 5 a 15 anos e discute essas questões em um painel com especialistas.

Continua após a publicidade

O que você achou dessas novas ocupações? Se imagina trabalhando em alguma delas?

Quero Bolsa | Graduação, pós-graduação e técnico: bolsas de estudo com descontos de até 75% em mais de 1100 faculdades em todo o Brasil. Saiba mais!

Já segue a CH nas redes sociais?
INSTAGRAM | TIKTOK | TWITTER | FACEBOOK | YOUTUBE

Continua após a publicidade
Publicidade