Homem é acusado de estuprar e engravidar prima com deficiência

Caso de estupro assombra família de Goiás - e todas as mulheres do mundo.

Por Isabella Otto - Atualizado em 10 jul 2017, 18h14 - Publicado em 10 jul 2017, 18h02

Aconteceu mais uma vez. Na última semana, em Itumbiara, Goiás, um homem de 50 anos foi preso por estuprar e engravidar a prima de 12, que, de acordo com as autoridades que investigam o crime, possui uma deficiência intelectual e, justamente por isso, o caso se torna ainda mais delicado.

Reprodução/Reprodução

Apesar de negar o abuso, um exame de DNA comprovou a paternidade do detido. O caso foi denunciado no final do ano passado e o bebê nasceu neste mês. A delegada Yvve de Melo Rocha afirma que, apesar de o homem ter sido preso, não é possível afirmar oficialmente quantos abusos a menina sofreu: “Ele não confessa e a vítima não tem condição psicológica para apontar, mas acredito que tenha acontecido várias vezes até culminar na gravidez“, esclareceu ao G1.

A polícia acredita que o crime aconteceu na casa em que a jovem mora com os pais, já que o primo mora nas proximidades. “A família suspeita que pode ter acontecido nos pequenos momentos em que a menina ficava sozinha para alguém ir à padaria, por exemplo”, assegura Yvve de Melo Rocha também eme entrevista o G1.

Reprodução/Reprodução

O caso segue sendo investigado em Goiás. Até o momento em que esta matéria foi publicado, o estuprador seguia preso e à disposição da Justiça, para que mais depoimentos sejam colhidos. 

 

Continua após a publicidade
Publicidade