Governo quer mudar padrão de tomada implementado no Brasil em 2011

Novo modelo de tomada é obrigatório no país desde 2011 e reduziu o número de acidentes por choques elétricos. Entenda!

Por Amanda Oliveira - 26 jun 2019, 15h40

Depois da determinação de que o horário de verão não será mais utilizado no país, o governo brasileiro agora pretende acabar com a tomada de três pinos. O novo modelo de tomada se tornou obrigatório no Brasil em 2011, mas a novidade não foi bem aceita por toda a população.

Tomada de três pinos deve deixar de ser padrão no Brasil. Reprodução/Reprodução

De acordo com o jornal Valor Econômico, o plano de dar um fim ao padrão do modelo de tomada de três pinos no Brasil está em discussão no Planalto. Para Carlos Alexandre da Costa, secretário especial de Produtividade e Competitividade, esse tipo de tomada dificulta a entrada de equipamentos elétricos importados, visto que o modelo de três pinos só existe no Brasil. Segundo ele, a adaptação também fica mais cara.

Apesar disso, órgãos técnicos não concordam com a mudança. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, houve uma queda nos acidentes fatais com choques elétricos desde a implementação do novo padrão de tomada. Em entrevista à revista Época, o diretor técnico da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Guilherme Tolstoy, disse que a alteração seria um retrocesso. Segundo ele, “seria caótico mudar isso” quando não existe possibilidade de ser eletrocutado com a tomada de três pinos.

Essa provável alteração já vinha sendo prevista pelo governo atual. Logo após o anúncio do fim do horário de verão, em abril, o assessor internacional do Planalto, Filipe Garcia Martins, usou o Twitter para dizer que outras medidas também seriam modificadas: “Temos que nos livrar da tomada de três pinos, das urnas eletrônicas e do acordo ortográfico”.

Continua após a publicidade

O que você acha sobre a medida?

Publicidade