Gleici rebate comentário machista de Jéssica no BBB18

As meninas disseram que, muitas vezes, os homens organizam as mulheres em uma espécie de 'cardápio'. Incomodado, Kaysar quis saber mais sobre o assunto.

Por Isabella Otto 28 mar 2018, 12h02

Na manhã desta quarta-feira, 28, Gleici, Jéssica e Kaysar ficaram conversando na varanda da ~casa mais vigiada do Brasil~. Conversa vai, conversa vem, um papo sobre machismo surgiu na roda.

TV GLOBO/Reprodução

“Hoje em dia está muito fácil ter. Por isso que a mulher tem que se valorizar também”, falou Jéssica, que ainda completou dizendo que, caso contrário, os homens não se interessariam “Ele vai saber que sempre tem disponível. Na hora em que o cardápio se restringe, ele dá mais valor”.

Incomodada com afirmação, Gleici rebateu a amiga: “mas é aí que tá! Esse negócio de cardápio… Não é uma comida”. Jéssica concordou, mas disse que, infelizmente, alguns caras enxergam dessa maneira.

  • Kaysar ficou um pouco confuso com o lande do “cardápio feminino” e Gleici resolveu dar uma explicação bem direta do que as meninas estavam querendo dizer. “A mulher vai pra balada, pega geral, mas ela saiu dali, as pessoas vão julgar e falar mal. Agora o homem vai, pega geral, e vai sair de lá e beleza”, posicionou-se a acreana.

    TV GLOBO/Reprodução

    O assunto, como esperado, deu pano pra manga! O sírio ainda estava bastante bolado com esse lance de que todo homem é machista. “A maioria é machista. Não acha que as mulheres são iguais. Acha que tem mais direito”, explicou Gleici, que ainda completou dizendo que a maioria dos rapazes acha que trair é normal, por exemplo. “Quem acha que trair é normal? Agora tirei até o chapéu…”, brincou Kaysar, que perguntou na sequência se Gleice conhecia amigos que diziam isso. “Ah, meu Deus do céu, conheço muitos!”, respondeu aflita.

    Kaysar tem 28 anos, Jéssica tem 26 e Gleici, 22. É legal ver como a mais pessoa mais nova da roda é a que mais se posiciona contra o machismo. Talvez isso reflita uma série de pesquisas que vem sendo feita desde 2017 e que prova que cada vez mais meninas estão estudando o feminismo e expondo suas opiniões sem medo. Um estudo realizado pelo instituto UM London, no ano passado, revela que 70% das adolescentes britânicas se consideram feministas. O pensamento das meninas entre 13 e 24 anos é o que mais está mudando. Legal, né?

    Continua após a publicidade
    Publicidade