Diário de Intercâmbio: fazendo amizades ao redor do mundo!

Marcela Bonafé, nossa correspondente no Canadá, recebeu uma festa surpresa de seus amigos intercambistas nesta semana. Awn!

Por Da Redação 21 set 2017, 17h54

Por Marcela Bonafé

Salut, tout le monde! Depois da maneira como minha semana começou, não poderia escrever sobre outro assunto neste post (aliás, toda quinta tem Diário de Intercâmbio na CAPRICHO. Vocês sabem, né?). Se tem uma coisa que eu acho louca (de uma forma bastante positiva) nos intercâmbios é como algumas pessoas que você acaba de conhecer acabam se tornando tão especiais! E, acredite, as amizades podem continuar mesmo depois que os oceanos estiverem os separando novamente…

Aproveitamos para fazer uma excursão de fim de Semana para conhecer Ottawa, a capital do Canadá. Arquivo Pessoal/Reprodução

Cheguei em Montreal, no Canadá, há pouco mais de um mês e, na última segunda-feira, dia 18, fiz aniversário. Foi minha primeira vez comemorando a data longe da minha mãe, do meu namorado e dos meus amigos brasileiros que sempre estiveram lá – mas meus amigos intercambistas me fizeram sorrir e até me arrancaram lágrimas de felicidade!

Meu dia já começou mais animado que normalmente, porque uma amiga veio dormir aqui comigo. Aí cheguei na escola e não acreditei: meus colegas de sala e a professora organizaram uma festinha surpresa com direito a bolo de maple (iguaria canadense) e musiquinha de parabéns nos idiomas de toda a galera! Para terminar com chave de ouro, à noite, todos os meus amigos mais próximos se juntaram para comer hambúrguer e me deram cartões e presentes fofíssimos que me deixaram emocionada REAL!

Eternamente grata por isso. Foi fofo demais! Arquivo Pessoal/Reprodução

Mas por que estou contando tudo isso? Bom, além de amar dividir meus dias de intercambista com vocês, quero dizer que, sim, você sempre vai fazer amigos no intercâmbio e eles serão especiais porque fizeram parte dessa experiência única com você. Mesmo se você for tímida, não precisa se preocupar. Tem muita gente ali na escola que também não conhece ninguém e, aos poucos, você vai achar pessoas com as quais se identifique. Quando perceber, já terá um grupinho superlegal para passear depois da aula, viajar no final de semana e morrer de saudade depois.

Sei que agora tenho gente para visitar na Colômbia, no México, na Polônia, na Suíça, em Israel, na Coreia e até pelo Rio de Janeiro! <3 Arquivo Pessoal/Reprodução

Minha dica é: tente engolir a vergonha e puxe papo. Não tenha medo de errar ou se complicar com o idioma! Pergunte o nome da pessoa, de onde ela é, quanto tempo vai ficar e por aí vai. Aproveite mesmo os encontros que um intercâmbio te proporciona, porque os amigos que você fizer serão sua família por lá e, depois, continuarão pessoas queridas para você visitar pelo mundo. Sem falar no aprendizado que o contato com tantas culturas diferentes traz. Levamos uma galera para provar comida brasileira e amaram!

Ganhei um coala gigante no parque de diversões e ele virou nosso mascote, carinhosamente apelidado de Cabeçudo. Arquivo Pessoal/Reprodução

Tem muita gente incrível pelo mundo, você só precisa conhecê-las! Até semana que vem e um beijo especial para os amigos que fiz por aqui. Sei que alguns deles estão lendo isso agora,

Má Bonafé

  • Continua após a publicidade
    Publicidade