Caso Neymar: hematomas em vítima estão registrados em laudo médico

Documento chegou à mão de jornalistas do UOL Esportes, que checaram com especialistas a autenticidade da prova.

Por Isabella Otto - 3 jun 2019, 13h22

O UOL Esporte, que deu a primeira notícia a respeito do boletim de ocorrência contra Neymar Jr., realizado na última sexta-feira, 31, em São Paulo, acusando o jogador de estupro, revelou que agora teve acesso a um laudo médico feito pela vítima no dia 21 de maio.

Imagem meramente ilustrativa. Staras/Getty Images

O documento relata hematomas nas nádegas e pernas da mulher, conforme assegura o portal. Há também outros sintomas apontados, todos relacionados a um possível quadro de estresse pós-traumático.

“Imagens anexadas [ao laudo] mostram grandes áreas roxas. Ela [a vítima] se queixou de tremor nos locais das agressões“, relata texto do UOL. Os exames foram feitos em um conhecido hospital particular de São Paulo.

 

Assim que as notícias sobre o caso envolvendo o nome de Neymar Jr. começaram a se espalhar pelos noticiários do mundo todo, a assessoria do atacante divulgou a seguinte nota oficial: “apesar de ter ficado surpreso com a notícia, os fatos já eram de conhecimento do Atleta e do seu estafe, tendo em vista que há poucos dias foi vítima de tentativa de extorsão, praticada por um advogado da cidade de São Paulo, que, segundo a sua versão, representava os interesses da suposta vítima. Os advogados do atleta foram imediatamente comunicados e desde então estão adotando todas as providências pertinentes. Diante do infeliz, ilegal e ultrajante acontecimento, repudiamos completamente as injustas acusações e, sobretudo, a exposição na imprensa de uma situação extremamente negativa“.

Continua após a publicidade
Publicidade