Brinquedos se mexem sozinhos durante madrugada em parquinho mal-assombrado

Vídeo foi registrado e compartilhado pelo vereador da cidade de Olímpia; os caça-fantasmas brasileiros já investigaram o caso e chegaram a uma conclusão

Por Isabella Otto Atualizado em 18 out 2021, 11h11 - Publicado em 18 out 2021, 11h06

Chama os irmãos Winchester que o bagulho ficou doido! (risos) Um vídeo de uns brinquedos se mexendo sozinhos em um parquinho de Ribeirão dos Santos, em Olímpia, interior de São Paulo, viralizou na internet e o autor das imagens garante que ele é real!

Foto de uma equipe sobrenatural investigando o caso do parquinho assombrado de Olímpia
Equipe investiga fenômenos sobrenaturais em parquinho mal-assombrado de Olímpia Caça-Fantasmas Brasil/YouTube

João Paulo Morello, de 39 anos, vereador da cidade, acordou há uns dias por volta da 1h15, com o cachorro latindo muito enquanto olhava para o quintal. Como não viu nada de diferente, o político resolveu ficar atento a algum sinal estranho e escutou então os brinquedos de um parquinho localizado em frente a sua casa rangendo, como se alguém estivesse brincando neles.

“Não sei se foi meu psicológico, mas me deu um arrepio [quando ele saiu para ver se tinha alguém na praça] e voltei pra dentro de casa. Deitei e continuei escutando o barulho. Não estava ventando. As folhas das árvores não se mexiam. Os brinquedos são feitos de ferro. O vento não conseguiria movimentá-los”, disse em entrevista ao G1.

Continua após a publicidade

João Paulo revelou também que foi informado que alguns policiais da região também haviam feito o registro dos brinquedos se movimentando durante a madrugada. Segundo ele, já escutou de várias crianças que não queriam mais voltar no local, pois haviam visto o vulto de uma mulher.

 

O caso atraiu a atenção de João Tocchetto e Rosa Maria Jaques, conhecido como os caça-fantasmas brasileiros, que foram investigar o “parquinho fantasma”. No vídeo, publicado no YouTube no último domingo, 17, o casal garante que há no local o fantasma de uma mulher, que muito possivelmente é o vulto que algumas crianças já viram no local, além de sentirem a presença de um espírito revoltado e a energia de crianças.

Moradores agora discutem se o parquinho de Olímpia é mesmo mal-assombrado: “Não acredito, mas também não desacredito”, disse o comerciante Márcio Falsiroli, em entrevista ao G1. Nas redes sociais, a repercussão também está boa.

E você, acredita na veracidade das imagens e na constatação dos caça-fantasmas?

Continua após a publicidade

Publicidade