Blog da Galera: você conhece uma vítima de vazamento de fotos íntimas?

Letícia Lair, da Galera CH, conversou com um robô criado pelo Facebook para ajudar na conscientização de fotos vazadas na internet.

Por Da Redação Atualizado em 13 abr 2018, 18h13 - Publicado em 13 abr 2018, 18h11

Oi, gente! Aqui é a Letícia Lair e dessa vez vim falar sobre um assunto importantíssimo. Há alguns dias, uma amiga minha me contou sobre um projeto da UNICEF com o Facebook chamado Caretas, que consiste em conversar com uma personagem fictícia chamada Fabi Grossi. Recentemente, ela teve um vídeo íntimo exposto na internet pelo ex-namorado.

Achei o projeto bem legal e decidi chamar a Fabi, começando a minha experiência. Você passa cerca de 2 dias conversando com ela, recebendo fotos e até áudios, o que faz que fique tudo muito real. Com isso, eu pude realmente me preocupar com a Fabi e começar a me sentir mal por ela, principalmente quando ela vinha desabafar e mandar prints de conversas com o ex ou pessoas mandando mensagens de ódio para ela.

A conversa com a Fabi não é igual para todos. Se você mostrar que já passou por isso, ela passa a tentar te ajudar. Por alguma razão, se você falar que isso aconteceu por ela ter sido descuidada, a Fabi te explica o motivo da culpa não ser dela. E, dependendo de como você tenta ajudá-la, ela passa a demonstrar sinais de que pode chegar a se suicidar.

Caso você queira participar da experiência, é necessário ter mais de 13 anos e enviar uma mensagem para o perfil do projeto Caretas. Se você quiser desistir da conversa em algum momento, basta enviar uma mensagem pedindo para ela parar.

 

Infelizmente, é bem comum ver mulheres tendo fotos e vídeos íntimos vazados e, muitas vezes, elas acabam tirando a própria vida por isso. Achei o projeto interessante porque ele faz você se sensibilizar ainda mais com esse assunto, além de te fazer imaginar que isso poderia estar acontecendo com você ou alguma amiga e ver como você lidaria com a situação. O que acharam da Fabi? Me contem!

Mil beijos,
@leticialair

Continua após a publicidade

Publicidade