Blog da Galera: Por que eu decidi me tornar vegetariana?

Letícia Lair, da Galera CH, conta um pouco de como ela se tornou vegetariana e dá dicas para quem quer fazer a mesma escolha.

Por Da Redação 20 ago 2018, 17h00

Oi, amores! Aqui é a Letícia Lair e hoje eu vim tirar algumas dúvidas e dar dicas para quem se interessa sobre o vegetarianismo.

Reprodução/Reprodução

Eu me tornei vegetariana dois anos atrás, depois de assistir muitos documentários sobre o assunto. No início foi bem difícil e eu tive vontade de desistir diversas vezes. Porém, mais ou menos dois meses depois de começar, eu já me senti 100% adaptada e nem sentia mais falta de carne! Esse tempo, é claro, varia de acordo com cada pessoa.

Tomei essa decisão principalmente por causa dos maus-tratos aos animais, mas, além disso, algo realmente impactante foi descobrir os danos causados ao meio ambiente devido à indústria da carne. Para quem se interessar sobre isso, recomendo assistir o documentário “Cowspiracy“, disponível na Netflix.

  • De acordo com uma pesquisa feita pelo Ibope, atualmente 14% da população brasileira é vegetariana. Por ser um número bem alto e que só aumenta, já escutei diversas vezes que “agora o vegetarianismo está na moda”. Para mim, o que acontece é que a conscientização está crescendo mais, devido ao maior número de documentários e notícias sobre o assunto – o que é ótimo!

    Também vejo muitas pessoas dizendo que essa dieta pode causar problemas de saúde. É muito importante que você procure um nutricionista para te orientar melhor nessa mudança. Posso afirmar que, para mim, foi muito benéfico, pois aproveitei essa mudança para comer de uma forma mais consciente. Para quem se interessar, separei algumas dicas de pessoas veganas e vegetarianas para seguir e acompanhar no Instagram!

    1. Mariana Chagas (@marianacchagas)

    A Mari é cozinheira vegana e sempre posta fotos de seus pratos maravilhosos! Além disso, ela também compartilha textos lindos com dicas que fazem você parar e refletir sobre como anda a sua alimentação. Recomendo demais!

    View this post on Instagram

    uma vez fui pra um hotel e não tinha nenhuma opção vegana pra almoçar. aí eu falei: “pode misturar todos os vegetais que você tiver aí”. aí eles fizeram uma salada e uma massa (sem ovos! é a grano duro) assim bem lindas e coloridas. fica de um #tbm (inventei? hahaha) como sugestão pro seu jantar da #segundasemcarne 💚 #goveg #veganlunch #comidadeverdade #comidavegana #plantbased

    A post shared by Mariana Chagas (@marianacchagas) on

    2. Bruna Vieira (@virandovegana)

    A Bruna posta fotos de seus pratos, ensina algumas receitas e faz diversas lives e stories para explicar e tirar dúvidas sobre o veganismo. Vale muito a pena conferir!

    Continua após a publicidade

    View this post on Instagram

    Dia de limpar o abrigo é o dia em que almoço tarde porque lá demora. Além de ser uma das coordenadoras da @caogonhal eu também ajudo na limpeza do abrigo quinzenalmente. Sou faz tudo, porque serviço tem aos montes! Rs.. Hoje a Xuxa e o Alfredo abriram a porta da baía e vazaram de tal modo que foram parar numa plantação e o coitado do João (que me ajuda) tomou um baile! 😂 Mas estão todos devidamente encontrados. Bom, ganhei esse prato da minha mãe e ela quis logo que eu estreasse. Ela que fez o almoço aqui hoje (na grande parte dos dias sou eu) e tivemos: arroz e feijão, brócolis, polenta, quibe e pimenta biquinho que não falta nunca! 😊

    A post shared by Bruna C Matos (@virandovegana) on

    3. Carolina Bonani (@vegetarinani)

    A Carol é vegetariana estrita e está sempre postando indicações e receitas, além de contar algumas situações do dia a dia que tem a ver com sua dieta, como maneiras de se virar em restaurantes que não possuem opções veganas. Legal, né?

    View this post on Instagram

    OPÇOES VEGANAS EM LUGARES NAO VEGANOS Sim, é quase sempre possível, mesmo que nao tenha opções no cardápio da pra dar um jeito. Nas primeira foto é uma pizza, de um restaurante italiano que eu fui. Nao havia nenhuma opção vegana no cardápio, eu me certifiquei se a massa da pizza era vegana e então pedi para que eles fizessem uma sem queijo pra mim “dairy free”. A maioria das massas das pizzas em restaurante italianos são apenas farinha, agua, fermento e sal. Tava uma delicia, e o garçom foi super simpatico, nao fiquem com vergonha eles fazem numa boa. A segunda foto é um macarrão do famoso Oliver Garden, que fica bem na Times Square, então é bem provável que se voce viaje com pessoas que nao são veganas elas vão querer ir, e no cardápio nao tem nenhuma opção vegana pronta, porem eles tem um esquema que voce monta sua própria massa, escolhe o tipo de macarrão, o molho e os “toppings”, eu perguntei pro garçom qual massa nao levava ovo e ele me indicou no cardápio, ai eu pedi ela com molho de tomate e legumes 🙂 A terceira e quarta foto foi de um restaurante grego, avocado toast e cogumelos sempre salvam! Eu me certifiquei se o pao era vegano e se o cogumelo nao era feito na manteiga, e pedi os dois, estavam bom demais, leve, saudável e delicioso! A quarta foto é um porridge de uma cafeteria, la eles tem bastante costume de comer “porridge” que também pode ser chamado de oatmeal ou o famoso mingau de aveia hahahah, esse era feito com leite de coco e vinha com essa granola incrível e syrup por cima. Enfim, esses são apenas alguns exemplos de opções veganas em restaurantes tradicionais, sempre da pra dar um jeitinho 🙂 e uma dica é que infelizmente os garçons nos levam mais a serio se falarmos que somos intolerante a lactose e ovo, ao invés de dizer que nao comemos porque somos veganxs.

    A post shared by 🍃 Carolina (@vegetarinani) on

    Espero que tenham gostado! Não quis entrar no tópico do veganismo porque ainda não sou vegana, mas com certeza é um dos meus objetivos. Além disso, mesmo que você não tenha vontade de aderir ao vegetarianismo, um dia por semana sem comer carne já ajuda muito os animais e o meio ambiente. Cada um deve fazer o que está ao seu alcance!

    Beijão,
    @leticialair

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade