7 cuidados necessários que você deve ter com a sua calcinha

Você sabia que uma higienização correta da calcinha pode prevenir casos de candidíase e corrimento?

Por Amanda Oliveira Atualizado em 22 mar 2018, 13h31 - Publicado em 10 mar 2018, 13h49

A higienização das roupas íntimas é uma tarefa essencial para uma boa saúde do corpo. Muitas mulheres ainda sofrem com doenças, como candidíase, e outros problemas de alergia ou corrimentos que podem ser evitados com a simples limpeza correta das calcinhas. Bons hábitos, algumas vezes, podem ajudar mais que pomadas ou remédios!

Para esclarecer tais cuidados, a CAPRICHO conversou com a Dra. Mariana Maldonado, ginecologista especialista em sexualidade, e separou alguns conselhos básicos para seguir.

iStock/Reprodução

1. Muito cuidado ao lavar!
Pois é, nada de misturar a calcinha com toda a roupa suja e jogar na máquina. Depois do banho, separe a calcinha, lave ela no tanque com água corrente, esfregue com sabão neutro e pronto. O sabão em pó e o amaciante possuem muitas substâncias químicas que podem causar alergia e a famosa candidíase de repetição. E torneira não é varal, hein? Não rola lavar a calcinha no chuveiro e deixá-la secando por ali mesmo. Você pode até lavá-la no chuveiro, mas, depois disso, coloque-a para secar em um local mais arejado. O banheiro é um local úmido e adorado pelos fungos.

2. Fuja dos absorventes do dia a dia
Esses protetores diários podem até ajudar a manter a calcinha mais limpinha e cheirosa ao longo do dia, mas com uso frequente, eles abafam a região e podem ocasionar a proliferação de fungos como a cândida, que em uma situação controlada, é um fungo que faz parte da flora vaginal de toda mulher jovem e saudável. Só que a ~Dona Cândida~ adora um ambiente úmido e quentinho. Se abafar demais, ela se prolifera e começa a causar muita coceira e uma secreção parecida com nata de leite: esbranquiçada ou até mesmo esverdeada. Portanto, nada de dar bobeira com ela!

  • 3. Sua calcinha é só sua, ok?
    Foi dormir na casa de uma amiga e esqueceu a calcinha? Nem tente pedir uma emprestada para a dona da casa! Não é que a sua amiga não lave roupa direito, mas é que a calcinha fica em contato com uma região muito íntima e ela pode ainda conter restos de secreções. Portanto, em uma situação dessas, peça a sua amiga um absorvente e o coloque sobre sua própria calcinha. Ou então, se for possível e estiver em um clima que facilite a secagem, lave a calcinha na noite anterior e deixe a peça secando em um local ventilado. Assim, no outro dia de manhã ela estará sequinha e pronta para usar!

    4. Nada de usar calcinha sem lavar
    Foi viajar e esqueceu de levar uma calcinha? Não vá comprar uma peça em uma loja e já colocá-la para uso! Vai saber em quantas mãos e lugares estranhos aquela peça já passou. Sem falar do pó que pegou enquanto estava sendo exposta, né? Nesse caso, vale seguir o mesmo da dica 3. Ou então, compre um pacotinho de protetor diário e use enquanto você lava e seca a nova peça. Um dia de protetor é bem melhor do que entrar em contato com toda a sujeira de uma loja.

    iStock/Reprodução

    5. Roupa íntima apertada e fio dental todos os dias não são legais
    Toda mulher sabe o quanto uma calcinha desconfortável pode estragar o dia. Portanto, ao comprar essas peças, escolha as que te deixarão mais confortável e protegida. Deixe as calcinhas com tecidos especiais e tamanhos menores só para algumas situações. Para o dia a dia, evite as que te causam irritações, assaduras e coceiras. Quando for vestir um vestido ou uma saia muito curtinha, que ao sentar possa te deixar em contato com cadeiras e bancos, procure usar uma calcinha maior, já que ao expor a vulva você pode correr o risco de contaminações por sujeira.

    6. Calcinha velha tem que ir para o lixo
    A calcinha já está velhinha, com o tecido fininho e com alguns furinhos na parte que fica em contato com a vagina? Então, é hora de ir para o lixo. Não adianta ficar guardando essa peça, já que ela não executará seu papel básico, que é proteger seu corpo de sujeiras e do contato com o ambiente exterior.

    7. Liberdade também ao dormir
    Aproveite as horas de sono para deixar o corpo relaxar e deixar sua área íntima sem nada que a abafe. Um pijaminha leve e de algodão ajuda a protegê-la! Porém, nesse caso, vale o mesmo cuidado com a calcinha ao lavar, já que essa peça ficará em contato direto com a região vaginal. Portanto, evite usá-la por muitos dias e use sabão neutro.

    Continua após a publicidade
    Publicidade