15 curiosidades sobre Rayssa Leal, a fadinha do skate vice-campeã olímpica

Aos 13 anos, Rayssa Leal ganhou uma medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio e se tornou a mais jovem medalhista brasileira da história

Por Isabella Otto Atualizado em 26 jul 2021, 12h32 - Publicado em 26 jul 2021, 11h50
de um lado, o hidratante, o perfume e a máscara facial hello stars, dispostos lado a lado. De outro, as frases: Cada estrela é única, como você. Conheça a nova linha Hello Stars. Todos os elementos estão em um fundo azul escuro com estrelas que brilham
CAPRICHO/Divulgação

Na madrugada [horário de Brasília] desta segunda-feira, 26, Rayssa Leal se tornou a mais jovem brasileira medalhista olímpica! Aos 13 anos, a skatista conquistou o 2º lugar na disputa da modalidade street, proporcionando aos brasileiros uma grande alegria. A conquista da maranhense não é só a realização de um sonho particular, mas coletivo, de milhares de garotas que, ainda hoje, sofrem preconceito por andarem de skate e sonham em viver do esporte, ainda repleto de machismo.

Rayssa Leal no pódio de Tóquio 2020, segundado sua medalha de prata e um buquê de girassóis
Rayssa Leal posando para fotos no pódio das Olimpíadas de Tóquio. É do Brasil-sil-sil! Patrick Smith/Getty Images

Antes de ir para Tóquio, Rayssa concedeu uma entrevista para a CAPRICHO, e agora você descobre 15 curiosidades sobre a fadinha do skate:

1. O nome completo da Rayssa Leal é Jhulia Rayssa Mendes Leal

2. Ela nasceu no dia 4 de janeiro de 2008, em Imperatriz, a segunda cidade mais populosa do Maranhão

  •  

    Continua após a publicidade

    3. Ela é do signo de Capricórnio, que é conhecido por sua força de vontade e ambição, sendo persistente e bastante trabalhador, que corre atrás do que deseja com os pés no chão

    4. O apelido de fadinha do skate surgiu quando, em 2015, ela viralizou com um vídeo em que andava e fazia manobras de skate vestida de fada, uma fantasia em homenagem à personagem Sininho, de Peter Pan. Na época, o próprio Tony Hawk, um dos maiores nomes do esporte, compartilhou o vídeo da brasileira

    Ver essa foto no Instagram

     

    Continua após a publicidade

    Uma publicação compartilhada por Rayssa Leal (@rayssalealsk8)

    5. A manobra que Rayssa fez no viral foi a heelflip, inventada pelo skatista americano Rodney Mullen. É uma manobra inicial, em que a pessoa dá um salto sobre o skate, que completa um giro inteiro (ou até mais de um) no ar antes de voltar ao chão e receber novamente os pés do(a) skatista

    6. Cinco anos depois, em 2020, Rayssa foi indicada ao Prêmio Laureus, considerado o Oscar do esporte, na categoria Melhor Atleta de Ação, e no tapete vermelho foi tietada por Tony, que estava presente na celebração

    Ver essa foto no Instagram

     

    Continua após a publicidade

    Uma publicação compartilhada por Rayssa Leal (@rayssalealsk8)

    7. Um ano antes, em 2019, a maranhense se tornou campeã brasileira na modalidade street, com apenas 11 anos

    + Brasileira de 11 anos se torna a mais jovem campeã de mundial de skate

    8. Rayssa começou a andar de skate aos 6 anos de idade, por incentivo inicial de um amigo do pai. Apesar de admitir ter sofrido preconceito dentro da própria família (muitos parentes diziam que skate era “coisa de menino”), ela nunca desistiu e foi sempre incentivada pelos pais

    9. Hoje, Rayssa Leal é a mais jovem atleta do Brasil a participar de uma Olimpíada e a mais jovem a conquistar uma medalha [de prata, na categoria street em Tóquio 2020]

    10. Nas horas vagas, a brasileira adora ler e é fã de Harry Potter. Ela até já se vestiu de aluna de Hogwarts para celebrar seu aniversário de 12 anos. Ou seja, além de fadinha, temos uma bruxona do skate também! É Avada Kedrava no machismo. !

    Ver essa foto no Instagram

     

    Continua após a publicidade

    Uma publicação compartilhada por Rayssa Leal (@rayssalealsk8)

    11. Apesar de jovem, Rayssa tem uma consciência social gigante, do tamanho do seu talento. Em 2020, ela organizou um mutirão em que arrecadou brinquedos e os doou para crianças carentes. “Infelizmente, a desigualdade ainda é enorme, vi crianças em lugares que não eram pra elas, fiquei muito triste, vê crianças naquela situação doeu no coração”, escreveu no Instagram

    Rayssa Leal posa ao lado de crianças de uma comunidade carente após distribuir brinquedos para elas
    Rayssa Leal durante ação social para ajudar crianças carentes Instagram/@rayssalealsk8/Reprodução

    12. Rayssa torce para o Corinthians, assim como seu pai, o Haroldo Oliveira. Aliás, ela já pensou em ser jogadora de futebol (e também veterinária)

    13. Ela já usou outras fantasias para andar de skate, como da Mulher Maravilha, de quem gosta

    14. A brasileira estuda no Colégio CEBAMA, que apoia a carreira da atleta adolescente, que já teve que faltar em muita aula para viajar para treinos e competições. Mas daí ela repõe tudo online! “Sempre tenho espaço reservado para me dedicar às aulas e às lições de casa”, contou em entrevista para a CAPRICHO

    15. Inclusive, ela disse que já foi zoada por alguns meninos da escola por andar de skate e ser menina. Mas ela, de novo, não se deixou abalar. “Se você pode sonhar, você pode realizar! Não desista dos seus sonhos! Se motive cada vez mais e não deixe os preconceitos te afetarem. Nós podemos tudo, meninas!“, deu o recado também para a CH

    Continua após a publicidade
    Publicidade