Garota diz que quase ficou cega ao tomar remédio para acne

Atualmente, Emma O'Mahoney usa sua experiência para ajudar pessoas que têm espinhas e problemas com autoestima

Por Da Redação Atualizado em 4 abr 2018, 13h17 - Publicado em 4 abr 2018, 12h25

A história da americana Emma O’Mahoney, de 19 anos, é daquelas que despertam uma grande reflexão. Quando tinha 12 anos, as primeiras espinhas surgiram em seu rosto. Tempos depois, ela passou a tomar remédios para acne e, segundo a jovem, isso quase a deixou cega!

Emma-O'Mahoney-acne
Emma O’Mahoney diz quase ter ficado cega por causa de um remédio para espinhas Reprodução/Instagram
  • Em entrevista para a Allure a garota contou que, aos 17 anos, começou a sentir que alguma coisa estava estranha em seu corpo. Primeiro, foram as dores nas costas – ela chegou a pensar que havia fraturado uma costela em suas aulas de dança. Em seguida, passou a ouvir um zumbido nos ouvidos, o que os médicos disseram que era provavelmente um problema de circulação.

    Foi então que a visão de Emma começou a ficar embaçada. O incômodo piorou e, após consultar vários especialistas, foi diagnosticado um aumento da pressão intracraniana. O motivo provável, de acordo com os profissionais, foi o uso de doxiciclina, substância antibacteriana utilizada no tratamento de acne.

    View this post on Instagram

    my hand freaks me out tho • • • #acne #skinpositivity #ilovemyskin

    A post shared by Emma O'Mahoney 🍯 (@emmamyhoney) on

    Continua após a publicidade

    Ao Daily Mail, a jovem disse que os médicos afirmaram que ela não ficou completamente cega por muito pouco. Já pensou? Atualmente, depois de passar por um tratamento e por uma cirurgia, Emma está bem melhor. No entanto, ainda tem bastante dificuldade para enxergar, já que o nervo ótico foi muito afetado.

    Toda esta experiência serviu para a garota questionar os motivos que faziam com que se sentisse tão mal por causa de suas espinhas. Agora, ela quer mostrar para o mundo o quanto se ama e se acha bonita, independentemente dos pontinhos em seu rosto. Em seu Instagram, ela compartilha imagens em que aparece sem maquiagem – e com a autoestima lá em cima. Na maioria dos posts, são usadas hashtags como #acnepositivity  e #skinpositivity, numa referência à sua pele.

    View this post on Instagram

    🌸🦋🍕 #acnepositivity • • • @joeymcroberts hated the stickers, but my girls gave the go ahead so boom @claireirothstein @_helenchrist

    A post shared by Emma O'Mahoney 🍯 (@emmamyhoney) on

    Continua após a publicidade

    “Acne é um saco. Mas é normal e não vale a pena perder sua confiança por causa dela. A vida é curta e frágil. Você realmente quer gastá-la sendo obcecada por sua pele?”, disse. Hoje, ela mudou a alimentação e também faz tratamentos homeopáticos, só que sem aquela encanação imensa.

    Isso não quer dizer que você deva fugir do dermatologista, ok? Até porque as espinhas muitas vezes são bem doloridas, né? O importante é, sim, sempre consultar um especialista e ficar atenta a qualquer alteração no seu corpo. E, claro, levar a história da Emma como exemplo de que você não precisa se encaixar em um determinado padrão de beleza para se sentir linda. 😉

    Continua após a publicidade
    Publicidade