Barbie Ferreira, de Euphoria, não concorda com termo “plus size”. Entenda! | Capricho

Barbie Ferreira, de Euphoria, não concorda com termo “plus size”. Entenda!

Para a atriz, a denominação pode acabar prejudicando modelos gordas

Por Izabel Gimenez Atualizado em 17 jul 2020, 22h00 - Publicado em 17 jul 2020, 14h24

Barbie Ferreira chamou muita atenção pela sua participação no sucesso da HBO Euphoria no ano passado principalmente por ser considerada fora do padrão. A atriz aborda vários assuntos que englobam diversidade e representatividade gorda no universo da beleza e da moda, mas em uma entrevista recente à Vogue, ela revelou que não gosta de utilizar o termo “plus size”. 

Barbie Ferreira Reprodução/Instagram

A atriz defendeu que a palavra “plus” parte de um pressuposto que essas mulheres têm “algo a mais”. Isso acontece porque o corpo magro é usado como ponto de partida e parâmetro de comparação – o que não deveria acontecer. Como sou gorda, sou questionada sobre autoestima em tudo o que faço e isso não está ajudando a normalizar as coisas. Quando eu entrei nesta carreira, que historicamente tem padrões rígidos de beleza, as pessoas me projetaram como uma ativista e eu realmente era, mas ao longo dos anos eu entendi que autoestima não se trata apenas de tamanho”, explicou. 

  • Apesar de entender que ter um nicho a ajudou a fazer parte de um grupo e consequentemente se sentir mais aceita, isso também a prejudicou em outros trabalhos. Segundo Barbie, a categoria plus size cria uma ilusão de que estas modelos têm algo de diferente a oferecer e isso acaba prejudicando trabalhos e possíveis oportunidades. “Eu realmente nego esse termo”, finalizou a atriz, que deseja encontrar um cenário no futuro em que as pessoas não sejam qualificado por como são, mas sim pelo que fazem. 

    Publicidade