Dez mitos e verdades sobre o beijo

Você sabia que essa demonstração de carinho pode te fazer ser presa em alguns lugares do mundo?

Beijo no rosto, na bochecha, na boca, na testa, selinho, de língua… Ufa! É beijo que não acaba mais. E que bom, né? Afinal, esse gesto que aparece de tantas formas e com diferentes pessoas significa sempre a mesma coisa: amor. De mãe, de pai, de irmão, de irmã, de amiga ou do crush, ele sempre está presente nos relacionamentos para demonstrar carinho.

 (Reprodução/Reprodução)

Pensando nisso, a CAPRICHO separou 10 mitos e verdades sobre o beijo para testar os seus conhecimentos. Vamos lá?

1. Outra palavra para beijo é ósculo
VERDADE. A palavra ósculo está presente na língua portuguesa e faz referência, principalmente, ao beijo de cumprimento, pensando no gesto como um sinal de amizade. Era usado antigamente, porém hoje o termo quase não é conhecido.

2. Beijar é tão bom porque nossos lábios são sensíveis
VERDADE. Uma das razões para o beijo ser tão gostoso é que nossos lábios são muito sensíveis. Eles são uma das regiões do nosso corpo com mais terminações nervosas. Dá para sentir muita coisa com essa sensibilidade, né?

3. Beijar usando aparelho fixo machuca
MITO. Rola essa preocupação para quem tem aparelho, mas os quadradinhos de metais nos dentes não machucam o outro. E, para evitar qualquer preocupação ou problema com os ferrinhos na hora do beijo, a dica é ir com calma nos movimentos, assim você terá certeza de quem não vai encostar nada nos lábios ou na boca do(a) crush. Pode acontecer um acidente? Pode, mas é bem difícil.

4. Na Grécia antiga, beijava-se para selar um acordo
VERDADE. Os hábitos e gestos humanos foram evoluindo com o passar do tempo e o mesmo aconteceu com o beijo. Na Grécia antiga, esse gesto era usado como uma maneira de se comprometer à um acordo, que poderia ser, por exemplo, de negócios. Diferente, né?

5.Beijar é permitido em todos os países
MITO. Existem lugares do mundo em que beijar em público é proibido e, quem desobedecer essa regra, pode ir até para a cadeia! Alguns países de cultura árabe contam com essa proibição, como os Emirados Árabes Unidos e a Tunísia.

 (Reprodução/Reprodução)

6. Durante um beijo são trocadas mais de 80 milhões de bactérias
VERDADE. Estudos comprovaram que um casal chega a trocar 80 milhões de bactérias durante um beijo de dez segundos. Um número gigantesco, né? Porém, vale lembrar que nem todas as bactérias que são transmitidas beijando fazem mal para o nosso corpo. Algumas delas fazem parte do nosso sistema de defesa e ajudam na prevenção de doenças.

7. O beijo já saiu de moda
VERDADE. Durante o Império Romano, o beijo como demonstração de amor ficou muito popular, porém, após a sua queda, o gesto passou a ser menos comum e chegou até a ser considerado impróprio por algum tempo. Na época das cortes europeias, beijar voltou a ser moda.

8. Todo mundo beija da mesma forma
MITO. O beijo é um gesto muito pessoal e não existe uma maneira certa de beijar. Por isso, dificilmente duas pessoas beijarão da mesma forma. Com o passar do tempo, os parceiros vão adaptando o beijo para encaixar um com o outro. Além disso, há váááários tipos de beijos pelo mundo e a sua popularidade varia de região para região. Sabe o beijo de esquimó? Então…

9. Beijar libera hormônios que nos deixam felizes
VERDADE. Existem motivos químicos que explicam porque beijar é tão gostoso. Durante o beijo, o nosso corpo libera os hormônios endorfina e oxitocina, que nos ajudam a ficar mais felizes, positivos e relaxados.

10. Em inglês, o beijo de língua se chama french kiss
VERDADE. O termo usado para falar beijo de língua em inglês é french kiss, algo como beijo francês em português. De acordo com registros históricos, os soldados ingleses que estavam na França durante a Primeira Guerra Mundial ficaram impressionados com a maneira que os franceses se beijavam, daí surgiu o nome.

Quer saber mais sobre o beijo? Assista!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s