História da legging: uma linha do tempo da peça que é hit do street style

A tendência que adoramos hoje apareceu, pela primeira vez, há séculos

Por Sofia Duarte Atualizado em 17 Maio 2020, 10h24 - Publicado em 17 Maio 2020, 10h00
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

A legging é uma daquelas peças atemporais que sempre voltam à moda atual e viram febre do momento, sabe? A tendência é sucesso entre as celebridades e costuma compor visuais superestilosos que vão além dos looks de academia. Mas, como o uso desse item não é de hoje, decidimos montar uma linha do tempo para você conhecer a história dele.

No século XIV, os homens escoceses usavam duas meias longas sem pés, e foi a primeira vez que vimos algo parecido com as leggings que conhecemos nos dias atuais. Elas foram disseminadas pela Europa e apareciam tanto em momentos casuais quanto militares. Naquela época, os modelos eram feitos de couro ou cota de malha.

Ilustração de homem italiano no século XIV feita por Camillo Bonnard em 1835 Camillo Bonnard/Getty Images

Nos anos 1950, a atriz icônica da época, Audrey Hepburn, apareceu com uma calça capri bem mais justa ao corpo do que estávamos acostumados a ver nas décadas anteriores, e mais um passo foi dado rumo à legging tal como a conhecemos no século XXI.

Audrey Hepburn usando look preto para fotos promocionais do filme Sabrina, de 1954 Paramount Pictures/Getty Images

A lycra (ou elastano), fibra sintética resistente de alta elasticidade, foi inventada em 1958 por um grupo de cientistas da empresa americana DuPont, liderados por Joseph Shivers. No ano seguinte, surgiu a primeira legging feita de lycra, e a indústria da moda começou a lentamente apostar nela nos anos 60. A estilista Mary Quant, por exemplo, criou uma meia-calça colorida mais grossa para suas coleções, e o estilista Emilio Pucci investiu em versões estampadas que também eram usadas por baixo de saias e vestidos.

Estudantes da Corona del Mar High School usando leggings Emilio Pucci em 1969, na Califórnia. Arthur Schatz/The LIFE Picture Collection/Getty Images
  • A tendência veio com mais força na década de 1970 com a influência da série As Panteras (1976), em que as protagonistas amavam modelos coloridos, brilhantes e de cintura alta, as chamadas disco pants. O item também foi parte do look de Sandy, personagem interpretada por Olivia Newton-John no filme Grease (1978). 

    As Panteras (1976) e Grease (1978) Reprodução/Reprodução

    A legging apareceu nos famosos vídeos de ginástica lançados pela atriz Jane Fonda nos anos 1980, e esses looks se tornaram icônicos. Quem também aderiu à roupa nessa época foi Madonna na era da música Like A Virgin.

    Jane Fonda em vídeo de exercícios físicos nos anos 80 GIPHY/Reprodução
    Madonna gravando o clipe de Like A Virgin em 1984 Reprodução/Reprodução

    Nos anos 1990, a legging perdeu sua popularidade para calças mais largas, como a baggy e a cargo. Mas, nos anos 2000, ela voltou com tu-do! O ~polêmico~ modelo capri fez sucesso por baixo de vestidos, como prova Lindsay Lohan.

    Lindsay Lohan usando legging capri por baixo de vestido nos anos 2000 KMazur/WireImage for Visionaire/ V MAGAZINEV MAN/Getty Images

    Hoje, a peça que é queridinha da Lucy Hale, virou sinônimo de conforto e street style, e a gente ama tanto que a equipe de moda da CH se arriscou a montar diferentes produções com ela.

    Lucy Hale usando look confortável com legging e moletom cropped BG028/Bauer-Griffin/GC Images/Getty Images

    E aí, gostou de saber mais sobre a história por trás da legging? Você tem a peça no seu armário?

    Continua após a publicidade
    Publicidade