Estilista brasileira levou moda inclusiva e celebs para a passarela. YAY!

Andressa Salomone fez uma coleção de roupas bem inclusiva e contou com o apoio de Di Ferreiro, Paula Amorim, Isabella Fiorentino...

Por Isabella Massoud 7 jun 2018, 16h20

Sabia que o Brasil foi um dos primeiros países a pensar em moda inclusiva para pessoas com deficiência? A Secretaria Estadual da Pessoa com Deficiência faz um concurso e curso para moda inclusiva há dez anos. E na noite de quarta-feira (06/06), tivemos mais uma prova de como o nosso país está pensando na moda para todos. A estilista Andressa Salomone apresentou sua coleção toda adaptada para pessoas com deficiência em um desfile bem alegre e cheio de celebs, no Villagio JK, em São Paulo!

desfile-moda-inclusiva-andressa-salomone
Andressa Salomone e Isabelle Marquez. Luciana Prezia/Reprodução

A coleção ganhou o nome de La Dolce Belle e foi inspirada em uma amiga de infância da Andressa, a Isabelle Marquez, que nasceu com mielomeniningocele – má formação na coluna vertebral. Juntas, elas pensaram em peças que se adaptassem às pessoas cadeirantes ou que tenham próteses. Imagine como é mais difícil vestir uma peça de roupa quando não temos todos os movimentos do corpo. 

  • No desfile, foram 30 looks para as passarelas, todos com botões e zíperes para facilitar o uso. Os botões entram nos ombros e os zíperes nas laterais das calças, assim fica mais fácil para as pessoas se trocaram sozinhas. Com essas adaptações, suas trocas de looks passam de 30 para 10 minutos! E Andressa deixou sua marca na coleção: muito brilho, paetê e bordados customizados.

    moda-inclusiva-desfile-andressa-salomone
    O desfile contava com modelos com deficiência entre o casting. Luciana Prezia/Reprodução

    O casting da coleção contava com pessoas cadeirantes e com próteses junto ao resto dos modelos. E algumas celebs como madrinhas e padrinhos. A ex-BBB Paula Amorim, o cantor Di Ferrero e a modelo Isabella Fiorentino estavam por lá e até desfilaram!

    desfile-moda-inclusiva-andressa-salomone
    Luciana Prezia/ Manuela Scarpa/Reprodução

    A coleção está a venda com preço mais acessível para todas as pessoas com algum tipo de deficiência e todo o lucro será revertido para a AACD

    É muito legal quando vemos estilistas brasileiros pensando nessa moda mais inclusiva e real!

    Continua após a publicidade
    Publicidade