8 curiosidades sobre a história da regata que você talvez não saiba

A peça queridinha do street style já foi usada como roupa de baixo e traje de banho

Por Sofia Duarte 15 mar 2022, 14h21

Com a estética dos anos 1990 em alta nos dias atuais, a aparição da regata branca se tornou frequente tanto no street style como em coleções de grifes internacionais. Na última semana de moda de outono-inverno, por exemplo, ela marcou presença nos desfiles da Chloé, Prada e Bottega Veneta.

View this post on Instagram

A post shared by Chloé (@chloe)

Mas a origem dessa peça é muito mais antiga do que imaginamos, viu? Para você ficar por dentro da história da regata, que se mistura também com a da camiseta, separamos algumas curiosidades sobre ela. Confira!

1. Em português, a palavra “regata” significa uma prova náutica de velocidade entre vários barcos. Por isso, é provável que a escolha desse nome para a roupa tenha se dado devido à sua modelagem com alças estreitas, que permite a liberdade de movimentos. Em inglês, a peça leva o nome de “tank top”, por ter sido empregada para se referir aos trajes da prática de natação, uma vez que as piscinas antes eram chamadas de “swimming tank”.

2. Na Antiguidade, os romanos usavam regata feita de linho por baixo de suas túnicas para protegê-los da transpiração, funcionando como uma roupa de baixo.

View this post on Instagram

A post shared by Hannah 🦢 (@hannahblass)

Continua após a publicidade

3. Nos Jogos Olímpicos de 1912, os trajes de banho das mulheres nadadoras passaram a ser compostos por regatas na parte de cima, além de um short, o que, na época, foi um escândalo, por deixar os braços à mostra.

4. Na primeira Guerra Mundial, soldados europeus e americanos usavam camisetas brancas de algodão por baixo do uniforme. A peça ainda era considerada uma roupa de baixo.

5. Durante as décadas de 1940 e 50, vimos a entrada da regata nas produções de Hollywood, o que acabou influenciando na sua popularização. Em 1951, no filme Um Bonde Chamado Desejo, o ator Marlon Brando, que era um ícone sexy da época, veste uma regata branca e, aos poucos, ela foi sendo associada à masculinidade e à virilidade. No longa Juventude Transviada (1955), por exemplo, James Dean aparece de camiseta branca e também contribui para essa imagem da peça.

6. Nos anos 1970, a regata, assim como a camiseta, começou a ser usada como uma peça comum do dia a dia. Além disso, ganhou um ar de contestação, protesto e rebeldia, muito por conta das frases e estampas escolhidas pela juventude daquele tempo.

7. Já nos anos 1990, ela foi incorporada de vez ao armário de personalidades importantes, especialmente ao formar uma dupla clássica com a calça jeans. Nos anos 2000, a regata continuou popular nas ruas e entre as celebridades e também foi bastante usada com a polêmica calça de cintura baixa. Lembra?

8. Na moda, o estilista austríaco Helmut Lang é considerado um dos grandes responsáveis pela popularização da regata. Fundada em 1985, a marca aliava o minimalismo ao seu caráter ousado e inovador na hora de criar suas coleções, que fizeram bastante sucesso nos anos 1990 e 2000.

Hoje, devido à sua versatilidade, a regata branca básica agrada vários estilos diferentes e pode compor desde visuais básicos e despojados até clássicos e elegantes. Você é fã dessa peça?

Continua após a publicidade

Publicidade