Camila Mendes fala como figurinos de Riverdale a ajudaram com bulimia

A atriz afirmou que pensava: "Por que as roupas não servem em mim?"

Interpretar a Veronica nem sempre foi fácil para Camila Mendes. Em um festival da PopSugar que aconteceu em Nova York no último fim de semana, a atriz revelou que as provas de roupas de Riverdale fizeram com que ela percebesse que precisava de ajuda com seu transtorno alimentar. “Eu não havia percebido que tinha um distúrbio alimentar até entrar para a indústria… Eu não conseguia nem fazer uma prova de roupa para a série”, comentou.

Ela falou sobre os figurinos apertados de sua personagem: “Eram o oposto do que eu gosto de usar e era muito desconfortável. Eu fiquei muito insegura, e chegou um momento em que eu não conseguia fazer as provas de roupas. Cerca de 30 minutos depois eu estava chorando… Eu pensava: ‘Por que as peças não servem em mim?'”

Os distúrbios alimentares de Camila começaram no colégio e a situação só foi melhorar quando uma assistente de produção de Riverdale a incentivou a procurar ajuda de um profissional. “Foi quando tudo mudou. Eu recomendo que todo mundo vá a um terapeuta“, disse a atriz.

Ela também revelou que achava que seu problema não era tão grave assim. “O caso da minha irmã era muito mais sério que o meu, então eu sempre fazia comparações do tipo ‘Ah, eu não sou assim, então provavelmente não tenho um distúrbio alimentar. Eu só vomito às vezes, não é nada de mais, né?'”

Em entrevista à Shape no ano passado, Camila já tinha falado sobre sua bulimia. “Eu sofri bulimia. Aconteceu um pouco no colegial e quando eu estava na faculdade. Depois, voltou quando eu comecei a trabalhar na indústria com provas de roupas e me vendo na câmera o tempo todo”, afirmou. “Se eu comia um docinho, eu pensava: ‘Meu Deus, agora eu não vou comer por cinco horas.’ Eu estava sempre me punindo”, completou.

Felizmente, a diva deixou claro que, com muita luta, seu transtorno está melhorando. “As vozes da minha cabeça nunca somem completamente. Elas só estão bem mais quietas agora. De vez em quando eu me olho no espelho e penso: ‘Ugh, eu não gosto disso.’ Mas aí eu deixo para lá. Eu não deixo isso me consumir.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s