Bikercore é a estética com elementos do motociclismo que virou tendência

Sabia que a identidade visual do álbum Motomami, de Rosalía, influenciou na renovação desse estilo?

Por Sofia Duarte 13 jun 2022, 17h43

O conforto, a mobilidade e as modelagens amplas dominaram a moda dos últimos dois anos, diante de um contexto de pandemia de Covid-19, que contribuiu para a valorização do shape oversized. Agora, em um período em que estamos voltando a viver fora de casa, a bikercore surge como um contraponto moderno e cheio de atitude e, mesmo com roupas mais ajustadas, remete à liberdade e à adrenalina das pistas de motocross.

Peças estruturadas, capacetes de corrida e tecidos rígidos marcam essa estética que apareceu na identidade visual do álbum Motomami, de Rosalía, lançando em março de 2022. E a cantora está sendo apontada como grande pioneira do comeback desse estilo, viu?

View this post on Instagram

A post shared by LA ROSALÍA (@rosalia.vt)

View this post on Instagram

A post shared by LA ROSALÍA (@rosalia.vt)

Provando que a tendência veio invadir as criações das grifes, roupas da bikercore surgiram também nos desfiles de outono-inverno da Dior e Balmain, com elementos como luvas, armaduras e óculos futuristas.

Luva bikercore no desfile de outono-inverno 2022-2023 da Dior na semana de moda de Paris
Desfile de outono-inverno 2022-2023 da Dior na semana de moda de Paris Peter White/Getty Images
Desfile de outono-inverno 2022-23 da Balmain na semana de moda de Paris
Desfile de outono-inverno 2022-23 da Balmain na semana de moda de Paris Victor VIRGILE/Gamma-Rapho/Getty Images

Mas, no final de 2021, com sua coleção masculina Pre-Fall 2022, a Balmain já tinha dado indícios de que a estética motocross voltaria na temporada seguinte…

Em maio, a Chanel mostrou sua coleção Resort em Mônaco, onde acontece o Grand Prix mais famoso da Fórmula 1, cheia de códigos do automobilismo, com destaque para os bonés, macacões e bolsas em formato de capacete.

Continua após a publicidade

Modelo usando macacão preto, segurando capacete em desfile Chanel Cruise 2023 em Monte-Carlo, Mônaco
Desfile Chanel Cruise 2023 em Monte-Carlo, Mônaco Stephane Cardinale - Corbis/Getty Images

No inverno 2022 da Rhude, o sportswear também veio com referências do automobilismo.

Já no Brasil, as referências do motociclismo foram uma das apostas da Bold Strap, etiqueta comandada pelo estilista Pedro Andrade, na coleção denominada “Bold Ride”, apresentada recentemente na São Paulo Fashion Week.

View this post on Instagram

A post shared by BOLD STRAP (@boldstrap)

A estética tem, sim, inspiração das décadas passadas, incorporando referências da icônica jaqueta perfecto de couro, usada primeiramente pelos pilotos da Força Aérea dos Estados Unidos nos anos 1920, e, mais tarde, como símbolo do estilo urbano da juventude e também como peça-chave dos trajes das bandas de punk e rock que atingiram seu auge entre 1960 e 1980.

A diferença é que, desta vez, estamos falando de uma estética que envolve muito mais do que o couro. Na bikercore, os códigos originais foram atualizados com elementos dos anos 2000. Inclusive, a modelo Bella Hadid, uma das fashionistas mais adeptas do estilo Y2K, que tanto falamos na moda atual, já aderiu aos looks inspirados nas pistas de motocross, o que deve ajudar a popularizá-los ainda mais.

Bella Hadid usando look com referências da estética bikercore com jaqueta de couro amarela e preta, calça de couro e bolsa vermelha
Bella Hadid usando look com referências da estética bikercore Gotham/GC Images/Getty Images

Parece que, depois de Motomami, as referências de esportes como motocross e automobilismo estão extrapolando a bolha e virando até tema de ensaio fotográfico – né, Juliette?

View this post on Instagram

A post shared by Juliette (@juliette)

E aí, o que você está achando da estética bikercore? Pretende introduzir essa vibe nos seus looks?

Continua após a publicidade

Publicidade